O mercado de ações dos EUA subiu 3% em um único pregão em 5 de junho, após o novo relatório de empregos e especulações sobre um pacote de auxílio recém-planejado de US$ 1 trilhão.

E um analista colaborador da Forbes acredita que essa esperança de uma rápida recuperação pode aumentar a perspectiva de uma nova alta do Bitcoin nas próximas semanas.

Segundo a Bloomberg, o governo Trump antecipa outro estímulo de trilhão de dólares para o próximo mês. Enquanto isso, o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, disse que o segundo projeto de estímulo será o último.

Em 27 de março, o presidente dos EUA assinou um histórico projeto de estímulo de US$ 2,2 trilhões. Incluindo pagamentos em dinheiro para indivíduos, similar ao coronavoucher brasileiro, e um programa de empréstimos para pequenas empresas.

Desde então, o preço do Bitcoin subiu cerca de 55%, de US$ 6.750 para US$ 10.440. E então recuou para ser negociado por volta de US$ 9.660 nesse momento, segundo o Coingolive.

O pacote de estímulo não alimenta diretamente o apetite por ativos de alto risco, como ações e criptomoedas. Porém, cria otimismo entre os investidores e injeta liquidez adicional no mercado financeiro.

A partir do final de março, as aplicações do mercado spot de Bitcoin e de negociação de ações, como Robinhood, tiveram um aumento significativo na atividade do usuário.

A crescente confiança dos investidores em relação à tendência de curto prazo do mercado de ações está beneficiando o Bitcoin, segundo o analista. Mas além disso, a criptomoeda dominante também possui grandes fatores macro que podem alimentar o próximo aumento.

Adoção institucional crescente e halving do Bitcoin

Três fatores principais que aumentam a probabilidade de um imenso ciclo bull de Bitcoin no médio prazo são: adoção institucional crescente, padrões históricos convincentes e a tendência do BTC de aumentar após um halving.

Nos últimos sete dias, a empresa de investimentos em cripto Grayscale comprou 9.503 BTC. Isso equivale a mais BTC do que os mineradores ganharam de recompensas no mesmo período. Depois do halving, que aconteceu no dia 11 de maio, os mineradores só podem extrair cerca de 900 BTC por dia.

O acúmulo da Grayscale reflete diretamente a taxa de adoção institucional do Bitcoin. Por meio do Grayscale Bitcoin Trust, que é um veículo de investimento negociável publicamente nos EUA, as instituições podem investir em Bitcoin.

A demanda institucional por Bitcoin superou recordes quando os ativos sob gerenciamento do Grayscale Bitcoin Trust ultrapassaram US$ 3 bilhões em abril.

Juntamente com o crescente apetite institucional pelo BTC, vários padrões históricos sugerem que o Bitcoin provavelmente verá uma tendência de alta prolongada nos próximos meses.

A rede do Bitcoin registrou um ajuste de dificuldade nesta semana, após uma queda no hashrate. Neste ajuste, a dificuldade caiu e fomentou a entrada de novos mineradores para reforçar a segurança da criptomoeda.

Segundo o analista, historicamente, toda vez que ocorria um ajuste de dificuldade, o Bitcoin via um mercado em alta no longo prazo. Por exemplo, a dificuldade de mineração do BTC foi reduzida no início de abril. Nos dois meses subsequentes, o BTC subiu 80%.

Uma confluência de condições financeiras relaxadas nos EUA, uma forte recuperação do mercado de ações, crescente apetite por ativos de risco e fatores macro positivos indicam que o Bitcoin está definido para uma tendência de alta otimista.