São Paulo, Outubro de 2019 – A Foxbit, uma das maiores exchanges de criptomoedas do Brasil, passa a negociar em sua plataforma o XRP (Ripple), terceira moeda com maior capitalização de mercado. Com a inclusão do novo ativo digital, a exchange passa a listar cinco criptomoedas em sua plataforma: Bitcoin, Ethereum (Ether), Litecoin, TrueUSD e XRP (Ripple).

O que é a Ripple?

O XRP (Ripple) é um protocolo de pagamento criado em 2012, que proporciona mais segurança, rapidez e baixo custo na transação entre pessoas e instituições financeiras.

Tem como objetivo fazer transferências entre vários ativos diferentes, de forma rápida e barata e vem sendo adotado por instituições bancárias que utilizam a tecnologia Blockchain, entre elas: MoneyGram, Santander e PNC Bank.

++ Se você quer saber tudo sobre a Ripple, temos um post completo sobre ela

A ampliação do portfólio de criptomoedas é uma das estratégias que a Foxbit colocou em prática desde 2018. Além de ofertar novas moedas, a empresa tem buscado fazer melhorias em sua plataforma e aperfeiçoar o atendimento e o relacionamento com os usuários.

“Nossa ideia é oferecer moedas de grande relevância no mercado e que agreguem valor ao cliente.

Canhada

O XRP está entre as três moedas mais negociadas no mundo e tem uma grande atratividade dado a sua velocidade em transportar valor de forma Instantânea, explorando a tecnologia do blockchain em sua máxima eficiência, com uma taxa por transação muito mais atrativa para o usuário final” revela João Canhada, CEO da Foxbit.

Para comemorar a inclusão do XRP (Ripple) em sua plataforma, a Foxbit vai dar para os seu usuários Taxa Zero para Maker e Taker (compra e venda) do dia 15/10 até às 23:59 dia 20/10. 

Sobre a Foxbit

A Foxbit é a uma das maiores exchanges de criptomoedas do Brasil, revolucionando o mercado financeiro e fomentando a criptoeconomia desde 2014. Por meio da tecnologia, entrega agilidade, transparência, liquidez e segurança para os seus clientes,

proporcionando a melhor experiência para negociar Bitcoin, Ethereum (Ether), Litecoin, TrueUSD e XRP (Ripple) no Brasil.