A Autoridade Monetária de Cingapura (da sigla “MAS”, de “Monetary Authority of Singapore”) e o Banco da França anunciaram que estão avançando nos experimentos relacionados a pagamentos internacionais, utilizando a tecnologia blockchain e os CBDCs.

Em resumo, estão desenvolvendo um sistema de interoperabilidade de moeda digital que daria suporte à várias CBDCs pelo mundo, tudo com autorizações legais.

Só para lembrar, os dados contidos numa blockchain não podem ser modificados por ninguém, fazendo com que ela seja uma excelente meio para a indústria de pagamentos, assegurando legitimidade e segurança.

CBDC (“Central Bank Digital Currency”, ou “Moeda Digital do Banco Central), são moedas digitais baseadas em blockchain, e emitidas apenas por bancos centrais. 

As CBDCs também podem ser num formato de token digital ou de um registro virtual de uma moeda fiduciária nacional.

No caso do experimento mencionado acima, a CBDC tem suporte do setor de moedas digitais do JP Morgan, e é baseada na rede de infraestrutura do banco de investimentos.

Tanto o MAS como o Banco da França realizaram simulações de transações transfronteiriças.

O experimento foi inicialmente desenhado para utilização pelas 2 organizações, porém foi escalando durante os testes, e agora possui design que suporta vários bancos comerciais e centrais de cidades do mundo diferentes.

Além disso, ele estimula a adoção de contratos inteligentes para gerir serviços automatizados e piscinas de liquidez para os pares SGD (Cingapura) e EUR (França), e projeta a redução da quantidade de intermediários que existem numa rede de transações internacionais, diminuindo assim a necessidade de custos e burocracias.

Leia mais:

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br