Apesar do otimismo generalizado do mercado de bitcoin nos últimos dias, o último relatório do Commitment of Traders (COT) do CME revelou que os fundos de hedge podem estar pesadamente apostando contra o Bitcoin.

Eles agora têm mais shorts ao BTC do que nunca, o que indica que estão apostando em uma correção forte, como observou o agregador de dados CryptoUnfolded:

“21/12 – Relatório de Commitment of Traders (COT) de CME $BTC – Juros em aberto: 12.603 até 10,8% – Fundos de hedge em short alcançam nova alta histórica”.

Embora os fundos possam estar apostando diretamente na baixa da criptomoeda, o pesquisador afirma que provavelmente se tratam de cash and carry trades, ou seja, fundos aproveitando os altos premiuns dos contratos futuros. Quando existe essa diferença para coletar, alguns fundos vendem contratos futuros de BTC enquanto compram o ativo.

Enquanto isso, o lendário trader Peter Brandt, que corretamente previu a reversão de 2018, está compartilhando novas análises sobre o preço da principal criptomoeda do mercado. Segundo ele, o Bitcoin deve encontrar uma correção em algum ponto de sua trajetória, mas não tão forte quanto quedas anteriores. “O Bitcoin está avançando em movimento parabólico desde a baixa de 2018”, disse.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

De acordo com os analistas Tone Vays e Willy Woo, uma cotação de US$ 100.000 seria possível até mesmo em um cenário conservador para o próximo ano. No momento da escrita desta matéria, o bitcoin é negociado a US$ 26.984, com alta de 0,59% na última hora de acordo com o Coingolive.

Veja também: Quantos bilhões de dólares a Ripple perdeu com queda da XRP?


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!