Coingoback

Bloomberg: Economistas do Goldman Sachs Group revisaram suas previsões para refletir uma perspectiva mais sombria para o mercado de trabalho dos EUA, mas também o potencial para uma recuperação mais rápida da pandemia de coronavírus.

Os analistas David Mericle e Ronnie Walker estimam que a taxa de desemprego atingirá um pico de 25%, acima da previsão anterior de 15%, já que “mais trabalhadores perderão seus empregos e uma parcela maior deles será classificada como desempregada”, de acordo com um nota de pesquisa na terça-feira. A taxa permaneceria então perto de 10% no final do ano, perto dos máximos da última recessão, eles escreveram.

O Goldman Sachs revisou os números após o relatório mensal de empregos da semana passada, mostrando uma contração recorde nas folhas de pagamento em abril e uma taxa de desemprego de 14,7%, a maior desde a era da Grande Depressão. Uma taxa de desemprego de 25% estaria de acordo com as estimativas do pico durante a Depressão.

Apesar das expectativas de um maior impacto no mercado de trabalho, os analistas vêem alívio à maior economia do mundo, pois alguns indicadores apontam para uma lenta retomada da atividade e as empresas estão começando a voltar aos negócios. A reabertura ainda apresenta um dos maiores riscos, porém, com a possibilidade de segundas ondas de infecções, além de um renovado reforço das restrições, disseram eles.

A nova previsão também inclui um impacto mais profundo no produto interno bruto trimestral, com um declínio anualizado no segundo trimestre de 39% em vez de 34%.

Mas a recuperação também é vista como mais rápida do que antes, com um ganho de 29% no terceiro trimestre, sugerindo um caminho de recuperação “em forma de V”, ou imediato, para a economia. Eles já haviam estimado um salto de 19%.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!