Christopher Giancarlo, ex-presidente da Comodity Futures Commision (CFTC) revelou à Coindesk que a SEC, o Tesouro e a CFTC tramaram para “explodir a bolha do bitcoin” em 2017.

“Uma das histórias não contadas dos últimos anos é que a CFTC, o Tesouro, a SEC e o diretor do [Conselho Economico Nacional] naquela data, Gary Cohn, acreditavam que o lançamento dos futuros em bitcoin teriam o impacto de explodir a bolha do bitcoin”

Leia também:

++O Bitcoin é uma bolha? Descubra

Em um discurso no Pantera Summit em São Francisco na segunda-feira, Giancarlo elaborou mais, dizendo que o dramático aumento de preços do bitcoin em dezembro de 2017 foi a primeira grande bolha após a crise financeira de 2008. É por isso que o governo Trump agiu em conjunto para tratá-lo de maneira pró-mercado, disse ele.

Os futuros de Bitcoin listados pela Chicago Mercantile Exchange (CME) e pela CBOE Futures Exchange (CFE) foram anunciados pela CFTC em 1 de dezembro de 2017 e entraram no ar em 18 de dezembro. O preço do Bitcoin atingiu o pico de quase $ 20.000 um dia antes, em dezembro 17, antes de cair drasticamente nas semanas subsequentes.

De fato, como podemos ver no gráfico, o Bitcoin caiu consideravelmente após o lançamento da CBoE.

preço do Bitcoin bolha de 2017

“Vimos uma bolha se formando e pensamos que a melhor maneira de abordá-la era permitir que o mercado interagisse com ela”, disse Giancarlo à multidão reunida no Ritz-Carlton, em Nob Hill.

Sem shorts, o mercado não tem pessimistas:

“Se você acredita que é um preço ridículo, mas não o possui, não há como expressar essa opinião”

Ou seja, as restrições criadas pelo próprio governo permitiram o surgimento dessa “bolha”. Apesar de ter criado o problema, agora o governo se vende como o grande herói do mercado.

Texto adaptado de Coindesk.