A quantidade de hashs por segundo gerados pelos mineradores de Bitcoin bateu seu recorde no dia 06/01.

O valor de pouco mais de 120 mil Terahash/s significa 1.200.00.000.000.000.000.000 de hashs. O poder computacional desse gigante descentralizado é maior que o do Google e também da junção dos maiores supercomputadores do mundo.

No gráfico abaixo vemos a ascensão do hash rate do Bitcoin no período de 1 ano:

hashrate do Bitcoin gráfico

Graças ao recente aumento no preço do Bitcoin e as novas máquinas de mineração que foram vendidas no terceiro trimestre de 2019, o hashrate tem batido novos recordes.

Contudo, devido à grande competitividade, o lucro com a mineração de Bitcoin vem caindo consideravelmente nos últimos meses, como mostra o gráfico abaixo:

gráfico com lucro mineração de bitcoin
Lucro com mineração de Bitcoin | Fonte: Bitcoininfocharts

O que esses números significam?

Bom, primeiramente que a rede do Bitcoin está mais cara para ser atacada. Outro ponto é que os mineradores estão confiando no preço futuro do Bitcoin ou se preparando para o halving.

Como é o caso da maior empresa de mineração do mundo, a Bitmain vai demitir metade dos seus funcionários, provavelmente se preparando para o halving.