Para continuar nossa homenagem ao Guto, veja também a introdução dela no CriptoFacil, vamos falar um pouco sobre quem era Gustavo Schiavon antes de conhecer o Bitcoin.

Guto começou a exercer suas aspirações empreendedoras muito antes do criptomercado começar a ter a força que teve. 

Um empreendedor nato

Como ele mesmo contou, sua carreira lidando com “clientes” e administrando grupos começo ainda aos 12 anos, em fóruns do Ragnarok, um famoso MMORPG.

Por lá ele conheceu muitos de seus amigos que futuramente o ajudariam na Foxbit e até seriam seus clientes. Quem disse que games não levam a nada?

Aliás, Schiavon chegou a fazer parte da administração de um servidor não oficial do jogo. A partir daí, movido por sua curiosidade e paixão pela tecnologia e empreendedorismo, ele trilhou o caminho que o levaria a fundar a Foxbit.

Aos 14 anos, cursando Mecânica de Usinagem pelo SENAI, em Pompéia, sua cidade natal, ele teve suas primeiras experiências com trabalho formal. Guto ganhou uma bolsa de menor aprendiz na Jacto, empresa de máquinas agrícolas.

Durante esse período, Guto participou da fase estadual das Olimpíadas do Conhecimento, onde junto com sua equipe ganhou uma medalha de bronze ao construir um quadriciclo elétrico.

Empilhadeira elétrica guto schiavon

Dois anos depois, ele voltou a competir, agora criando uma empilhadeira elétrica em 24h. Nessa edição da Olimpíada sua equipe levou a medalha de prata.

Guto era um cara inventivo e sempre estava muito entusiasmado e essas características foram essenciais para o próximo capítulo da vida dele, quando ele conheceu o Bitcoin.

O Guia do Bitcoin vai contar como Guto conheceu o Bitcoin e como essa jornada ajudou a criar o Cointimes. Obrigado Guto! 🙂

++ Como Guto Schiavon conheceu o Bitcoin?


A homenagem que une os principais portais de blockchain e criptomoedas do Brasil publica uma série de artigos em memória de Guto Schiavon, e você pode ler mais sobre ele, seus feitos e sua importância para o mercado cripto nacional nos links a seguir.
Para continuar lendo sobre a vida de um dos empreendedores pioneiros em Bitcoin, no Brasil, clique aqui.
Para ler a matéria anterior, desta sequência, clique aqui.