Nesta tarde de quinta-feira (13), o perfil oficial da Fundação IOTA no Twitter revelou que o time de desenvolvimento está trabalhando com as autoridades para investigar um ataque bem sucedido à rede.

O Coordenador da IOTA foi desligado e a rede está pausada no momento. Os usuários são advertidos para não abrir a carteira Trinity por enquanto.

O Trinity é uma solução de carteira desenvolvida pela Fundação para oferecer suporte ao token IOTA.

Notícias recomendadas:
++ Desenvolvedor da Lightning divulga bug que permitia roubo de bitcoins
++ Universidade paga quase R$1 milhão em Bitcoin a supostos hackers russos

Entenda a situação

Após receber vários relatos de roubo de fundos em um curto espaço de tempo, o time oficial resolveu alertar sobre isso hoje às 13:55 nas redes sociais. A equipe resolveu recomendar que usuários não abrissem suas carteiras por enquanto.

Vinte minutos depois, com uma investigação inicial, a fundação resolveu desativar o Coordenador para garantir que não ocorra mais roubos.

As conclusões das investigações até agora são:

  • A maioria das evidências aponta para o roubo de seeds, a causa ainda desconhecida e sob investigação
  • As vítimas (cerca de 10 que se identificaram com a Fundação IOTA até agora) parecem ter usado recentemente a carteira Trinity
  • Cerca de metade das vítimas já estão em contato com a Fundação IOTA
  • Não é possível descartar outros cenários, as informações não são conclusivas.

O co-fundador da Fundação IOTA Dominik Schiener já deu algumas declarações, respondendo que ainda não sabe de onde a vulnerabilidade surgiu, mas afirma que não é relacionada à IOTA, mas sim a carteira Trinity.

Schiener, depois das investigações iniciais, também estimou as perdas dos usuários em U$ 300 mil a U$ 1,2 milhão.