O Japão está se preparando para lançar sua Moeda Digital de Banco Central (CBDC), acompanhando a China, que está em estágio de teste para lançar a sua própria.

De acordo com o Japan Times, o Fórum da Moeda Digital do país pretende criar “alguma forma” de moeda digital semelhante ao plano Diem do Facebook (antiga Libra), até 2023. O grupo está se preparando para realizar um estudo de viabilidade para sua moeda virtual em 2021.

A China estimulou movimentos em direção à moeda digital (em todo o mundo), disse Hiromi Yamaoka, ex-funcionário do Banco do Japão, ao Japan Times.

A China fez isso a uma “velocidade surpreendente”, enquanto “os bancos centrais tendem a assumir uma postura cautelosa”, acrescentou Yamaoka, que espera que a China lance oficialmente seu yuan digital em 2022.

A China tem acelerado seu esforço em direção à adoção de uma moeda digital à medida que o Banco do Povo da China trabalha com bancos e entidades comerciais em pilotos públicos para avaliar a experiência do usuário.

Em outubro, o Banco do Povo da China lançou um programa piloto que forneceu yuans digitais a cidadãos selecionados por sorteio em Shenzhen e em Suzhou no início deste mês.

O ministro da economia Paulo Guedes também já havia se posicionado anteriormente afirmando que o Brasil terá uma moeda digital.

Com o Banco Central autônomo novamente, então isso é algo extraordinário, também na dimensão digital. O Pix, o open banking, as fintechs e a moeda digital. O Brasil terá a moeda digital. O Brasil está à frente de muitos países, afirmou o ministro.

Leia mais: Samy Dana pode acabar comprando bitcoin para fazer hedge, entenda

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br