O governo dos Estados Unidos e a Comissão de Valores Mobiliários – SEC – está processando a startup canadense Kik por uma oferta de tokens de US$ 100 milhões sem registro, segundo a reguladora anunciou oficialmente em 4 de junho.

De acordo com o órgão regulatório, que citou esta como sua maior ação do tipo, todo o processo foi feito sem o devido registro e aprovação, algo que é ilegal de acordo com a legislação americana.

Leia Mais:

→ Quer aprender sobre o mercado de criptomoedas? Veja nosso relatório sobre o mercado de altcoins.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

→ Também possuímos um relatório para quem quer investir em bitcoin

Como aconteceu isso?

O caso aconteceu em 2017, quando a Kik lançou a Kin, sua criptomoeda que seria enviada a potenciais investidores no lugar de ações tradicionais da empresa.

No processo, o governo americano afirma também que a companhia não mostrou seus dados reais para os investidores relacionado as suas finanças, acusando a empresa de agir de má-fé.

QUER RECEBER ARTIGOS E NOTÍCIAS COMO ESSA DIARIAMENTE NO SEU E-MAIL?

INSCREVA-SE ABAIXO!

Prometemos não mandar spam, só conteúdo bom.

Como a Kik se posicionou?

A Kik deu uma resposta simples, ela disse que já tinha separado uma parte da sua captação para combater ações judiciais e disse que o SEC esta tentando moldar o futuro das criptomoedas e inovação.

Além disso a empresa abriu um endereço público para doações para eventuais processos, nesse momento já foram arrecadados mais de US$ 4,6 milhões, na maioria Ether e Bitcoin.

Fonte: BloombergDefendCrypto


Conteúdo recomendado:


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!