O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, quer que a criptomoeda emitida pelo Estado, Petro (PTR), tenha a mesma usabilidade que uma moeda física.

Em 13 de dezembro, Maduro explicou na televisão nacional que a Superintendência de Criptomoedas e Atividades Relacionadas (Sunacrip) lançará 0,5 PTR (cerca de 120 reais) na próxima semana para os cidadãos elegíveis que se registrarem no Petro App.


Leia também:
++ Como a moeda do Facebook pode mudar o sistema financeiro mundial?
++ Criptomoedas para ficar de olho em 2020
++ Bitpreço: O melhor preço de Bitcoin no Brasil?


Maduro pressiona agressivamente pela adoção de Petro

O líder do Partido Socialista Unido e o presidente venezuelano estão comercializando agressivamente a criptomoeda do país, o Petro, recentemente.

Em novembro, Maduro disse ao público que o PTR precisa ser tão utilizável quanto as moedas físicas. “A usabilidade é muito importante, para que possamos distribuir o Petro”, explicou Maduro na época.

O chefe de estado venezuelano observou que há cidadãos que não têm telefone, mas enfatizou que “a usabilidade pode ser feita com um cartão”. Maduro continuou dizendo que, assim como 18 milhões de venezuelanos têm o Carnet de la Patria (cartão nacional), também pode ser criado um cartão para PTR.

O cartão nacional é um cartão de identidade venezuelano que utiliza um código QR e uma carteira digital. O anúncio de Maduro ainda enfatizou:

“Podemos dar cartões de débito com a petro, ou seja, construir um sistema monetário sólido e aumentar a usabilidade da criptomoeda venezuelana.”

Pensionistas, funcionários do governo e aposentados vão receber o airdrop

Na sexta-feira, relatórios regionais detalharam que Maduro disse ao público em uma transmissão de televisão estatal que a Sunacrip usaria o novo sistema de pagamento em moeda digital do estado, o Petro App, para entregar 0,5 PTR (R$ 120) aos cidadãos elegíveis.

Aposentados, funcionários do governo e pensionistas podem obter o bônus de PTR na próxima semana, mas todos os outros cidadãos podem solicitar o Petro App para descobrir se são beneficiários.

Maduro explicou durante a transmissão na televisão que o airdrop será um “mecanismo de teste” para impulsionar a adoção de petro.

Além disso, Maduro aprovou o desembolso de 500 mil petros e 10 bilhões de bolívares para prefeitos e governadores venezuelanos.

O venezuelano destacou que o desembolso seria pertinente para cobrir as despesas necessárias para operar os 335 municípios do país.