A Bitmain é de longe a maior empresa do universo das criptomoedas.
Vou contar um pouco da história desse colosso, revelar alguns dados vazados sobre a quantidade de bitcoins que ela tem e mostrar as perspectivas para o IPO. Bem como, quais empresas estão investindo no ramo e por último dar alguns caminhos para o pequeno investidor que quer saber mais sobre o mercado de mineração.
Nada melhor do que começar pela história, como a Bitmain se tornou a maior empresa de criptomoedas do planeta?

A história da Bitmain

A Bitmain é a maior empresa produtora de ASICs, que são chips criados apenas para executar uma função, no caso do Bitcoin criar hashs para resolver os puzzles e fazer a segurança da rede.
Ficou com dúvida sobre o processo de mineração? Ouça o nosso podcast:

Em 2011, quando Wu leu o White Paper de Satoshi Nakamoto, ele esvaziou  sua conta bancária para comprar bitcoin.
Já em 2013, conhecendo muito mais sobre a criptomoeda ele resolveu criar chips de mineração.  Jihan Wu e Micree Zhang fundaram então a Bitmain em Beijing.
A empresa começou vendendo chips, depois criou pools de mineração (onde diversos mineradores podem se unir para conseguirem blocos), ela também aluga hardware para quem quer minerar.
https://cointimes.com.br/minerar-bitcoin-um-negocio-da-china/

A empresa de 1 milhão

Segundo dados vazados pela TrustNodes, a Bitmain detém mais Bitcoin Cash que o próprio Satoshi Nakamoto.
São 1.021.316 BCHs na conta da Bitmain, o que em valores de mercado equivalem a aproximadamente 600 milhões de dólares.
A posse de criptomoedas não acaba por aí, a empresa detém 931.932 litecoins, 312.424 de dashs,  22.082 em btcs e apenas 1.097 em ether.
Bitmain e 1 mi de bitcoin cash

Qual o real tamanho da Bitmain?

Segundo o site Techcrunch, a maior mineradora de btc fechou o primeiro trimestre com uma receita de aproximadamente 2 bilhões de dólares.
No mesmo trimestre a empresa conseguiu um lucro de 1.1 bilhão de dólares, criando uma margem líquida de lucro de aproximadamente 50%. Isso mesmo com o mercado de criptomoedas em baixa.

O preço do bitcoin está caindo e a culpa é sua


A empresa teve um crescimento estrondoso. Em 2017  ela apresentou uma receita de US$ 2,5 bilhões, um ano antes a receita era de apenas ~US$300 milhões.
A Bitmain quer fechar o ano com uma receita de 10 bi. Será a primeira empresa do ramo de criptomoedas a alcançar tal façanha.
Mas as ambições de Jihan não param por aí.

IPO maior do que o Facebook

Como o Facebook pode aprender com o bitcoin?


Há dois meses a Bitmain levantou uma segunda série de investimentos, lideradas pela gigante Sequoia Capital China, DST, Coatue e GIC.
Foram arrecadados 400 milhões de dólares, avaliando a companhia em ~US$12 bilhões.
Recentemente outro aporte foi feito, agora liderados pelo japonês SoftBank Group e da gigante Tencent  (dona do WeChat, TenPay e QQ Games). Uma companhia ligada a empresa de eletrônicos Xiaomi também participou  desse round.
Ao todo foi aportado pouco mais de 1 bilhão de dólares, avaliando a empresa em 15 bilhões.
O IPO da Bitmain será feito entre o final deste ano e o primeiro trimestre de 2019. O target da oferta inicial provavelmente será de 18 bilhões de dólares, como reporta a Coindesk.
Isso significa que a empresa de mineração fará um IPO maior do que o do Facebook. Se tornando um dos maiores IPOs da história. Ele ficará em 4° lugar segundo ranking da Investopedia.
Quer entender mais sobre como começar a minerar bitcoins? Bom, veja o nosso guia completo

Como minerar Bitcoin? Como funciona a mineração?


Fonte da imagem de capa: https://fortune.com