Justin Sun, o fundador da criptomoeda TRON (TRX) prometeu doar US$ 1 milhão para ajudar Greta Thunberg na luta contra o aquecimento global.

  • Justin anuncia doação e recebe críticas;
  • Essa é apenas outra jogada de marketing do criador da Tron?
  • Criptomoedas têm outros problemas para resolver;

Em seu Twitter, Justin disse que compartilha da paixão por mudar o mundo e que reitera o potencial das criptomoedas em diminuir as emissões de carbono.

“Como jovem empreendedor, compartilho @GretaThunberg A paixão de mudar o mundo. A Crypto contribuirá imensamente na redução da pegada de carbono através da implementação de assentamentos descentralizados. Eu gostaria de comprometer pessoalmente US $ 1 mil para @GretaThunberg iniciativa. #cop25

O tweet de Sun veio após líderes das Nações Unidas se reunirem em Madri para discutir as respostas de longo termo para o aquecimento global.

Só outra jogada de marketing

A promessa de doação foi recebido com ceticismo pela comunidade de criptomoedas, que acusa Sun de querer se promover em cima do evento e da Greta.

Um dos usuários da rede social, lembrou que Justin havia prometido um Tesla em uma ação de marketing, mas nunca entregou o carro.

Greta Tweet tesla

Criptomoedas não são tão eficientes

Sistemas centralizados como os bancários, são geralmente mais eficientes do que base de dados descentralizadas, como as da Tron ou Bitcoin.

Segundo estudo da CleanCoin, o Bitcoin é 180 mil vezes menos eficiente que a VISA quando medimos o impacto de emissão de carbono.

Apesar de ter um sistema menos exigente energeticamente que o Bitcoin, milhares de computadores ainda rodam a rede da TRON.

Atualmente a Tron ainda tem sérios problemas de usabilidade e é uma criptomoeda que precisa ser conhecida pelo público, talvez por isso Sun tenha feito essa jogada de marketing usando a Greta.

Veja também: Bitcoin já consome 10% da energia da Geórgia