Gregory Maxwell e a Blockstream

Gregory Maxwell é um dos mais importantes desenvolvedores do Bitcoin Core desde 2011, sendo um dos mais ativos. Também é o Co-fundador e ex-Chefe de Tecnologia da Blockstream, empresa que busca oferecer soluções de transações rápidas, seguras e eficientes fora da cadeia de blocos do Bitcoin.

Essas transações também são conhecidas como sidechain, porque ocorrem fora da cadeia principal do Bitcoin, a Blockchain. Uma das soluções sidechains mais conhecidas atualmente é a Lightning Network. Entretanto, seu trabalho também abre um novo campo para a aplicação de Smart Contracts no Bitcoin.

Afinal, o que é um smart contract? Entenda a tecnologia

Gregory também tem mais de 15 anos de experiência no desenvolvimento e implementação de protocolos para redes de larga escala. Gregory foi um dos arquitetos chave que ajudaram a tornar a solução de sidechains possível. Além disso, é um dos revisores mais ativos de propostas de protocolos criptográficos no ecossistema do Bitcoin Core. Abaixo segue uma ilustração do conceito de sidechains.

imagem demonstrando o funcionamento de uma sidechain
Elaboração: Blockstream – Note a Blockchain como rede princial e o desenvolvimento das sidechains.

Abaixo segue um vídeo para quem deseja saber mais a fundo como funciona a tecnologia de Sidechains. O vídeo em questão é uma apresentação de Gregory representando a Blockstream. Apesar de estar em inglês, é possível ligar as legandas automáticas no vídeo clicando no pequeno botão “CC” próximo ao menu.

BIP32

Gregory deixou sua contribuição em muitas técnicas amplamente utilizadas no Bitcoin, como o BIP32. Essa melhoria permite que um endereço de Bitcoin derive do endereço anterior utilizando apenas a chave privada do primeiro endereço.

Desta forma, o usuário não precisa ficar fazendo backup da chave privada de cada endereço. Antes da melhoria, cada endereço havia sua chave privada, ou seja, era necessário ficar guardando um grande amontoado de chaves, correndo o risco de perdê-las.

imagem demonstrando o funcionamento do bip32
Demonstração de funcionamento da BIP32 – Créditos: Gergerly

CoinJoin

Seu trabalho com o CoinJoin também foi importante para melhorar a privacidade das transações de Bitcoin. O CoinJoin é um método infalível para combinar múltiplos pagamentos de Bitcoin de múltiplos gastadores em uma única transação.

Isso torna mais difícil para as partes externas determinarem qual remetente pagou quais destinatários. Ao contrário de muitas outras soluções de privacidade, as transações de coinjoin não exigem uma modificação no protocolo do Bitcoin.

imagem mostrando como funciona o coinjoin, criação de gregory maxwell
Demonstração do CoinJoin – Fonte: Wikipedia

Este método também resolve o problema relacionado ao uso intensivo de recursos da tecnologia Confidential Transaction, prometendo reduzir o tamanho de uma transação em Bitcoin em até 20 vezes.

Um novo foco

Entretanto, em janeiro deste ano deixou a Blockstream. O motivo da sua decisão seria: “Para passar mais tempo trabalhando independentemente em vários protocolos, especialmente na nova tecnologia de privacidade e segurança criptográfica do Bitcoin, pedi demissão da Blockstream em novembro passado. Demorou até o final de dezembro para acabar com o meu envolvimento lá”.

Gregory certamente é um dos mais imporantes desenvolvedores do Bitcoin. A fundação da Blockstream permitiu que o desenvolvimento do Bitcoin se torne estruturado e sustentável a longo prazo. Porque seu código é aberto e não há incentivos financeiros para desenvovê-lo.

Vale notar que a maioria dos seus trabalhos é relacionada à maior privacidade em transações de Bitcoin. No entanto, seu trabalho com sidechains é importantíssimo para abrir espaço para a Lightning Network e novas aplicações para o Bitcoin. Seu lugar nessa série com certeza é merecido, o legado de seu trabalho ainda permanece até hoje.

 

Por Dentro da Lightning Network