Sem dúvidas este foi um ano frutífero para a ChainLink (LINK) e seus investidores, apesar da desaceleração do mercado induzida pela pandemia em meados de março. O projeto não apenas registrou parcerias e desenvolvimentos significativos desde o início de 2020, mas também viu um grande aumento no número de traders e investidores que detinham o token LINK.

HODLers de LINK superam 160 mil em 6 meses

Em 1º de janeiro de 2020, o número total de endereços que detinham a criptomoeda nativa do ChainLink estava em torno de 80.000. No entanto, apenas seis meses depois, o número de endereços com saldo diferente de zero mais que dobrou, atingindo mais de 160.000, de acordo com dados da plataforma de análise de blockchain Glassnode.

Endereços LINK com algum saldo
Endereços LINK com um saldo diferente de zero. Fonte: Glassnode

Curiosamente, as informações da empresa de monitoramento de cripto Santiment sugerem que os endereços de baleias com uma quantidade significativa de LINK também estão em alta, como mostrado nos gráficos abaixo. Os endereços das baleias incluem detentores que atualmente possuem entre 100 mil e 1 milhão de tokens (US$ 478.000 a US$ 4.780.000).

Endereços LINK de baleias
Número de endereços LINK de baleias. Fonte: Santiment

HODLers? Endereços ativos diariamente abaixo de 4.500

Apesar do aumento constante no número de endereços com alguma quantidade de tokens, as atividades de rede revelam que apenas 2,65% dos proprietários estão ativos diariamente.

No momento da redação deste artigo, os endereços ativos diários no ChainLink eram 4246, indicando uma diminuição de 23% nos últimos três dias.

Endereços ativos diariamente na Chainlink
Endereços ativos diariamente. Fonte: Santiment

Isso sugere que a maioria dos endereços LINK está hodlando o token e possivelmente espera um aumento significativo de preço, a longo prazo, considerando o desempenho do token nos últimos seis meses.

Trading de LINK sobe 170% desde janeiro

Observando as principais criptomoedas do mercado a partir de janeiro, o LINK é um dos ativos com melhor desempenho de 2020. Quem comprou o token no início do ano está no lucro, apesar da queda de março.

O LINK, que iniciou a nova década com um preço de US$ 1,76, foi negociado a um nível mais alto de todos os tempos de US$ 4,94 em 4 de março. No entanto, o token caiu para US$ 1,78 durante o colapso do mercado global em meados de março.

No entanto, o LINK começou a se recuperar em abril, juntamente com o resto do mercado de criptomoedas, reacendendo a esperança dos traders no projeto. Até o momento, o LINK é a 12ª maior criptomoeda por valor de mercado, sendo negociada a um preço impressionante de US$ 4,63, de acordo com dados do CoinGoLive.

Adoção e parcerias contínuas do ChainLink

Além do aumento do número de detentores e do desempenho do mercado, o ChainLink também está ganhando adoção constantemente. Desde o início do ano, o projeto formou parceria com outras empresas de blockchain, incluindo Ethereum Classic Labs, Chiliz, QANPlatform, NGRAVE, KyberSwap da KNC e, mais recentemente, CurioInvest.

Veja também: O que é Litecoin (LTC)?