Um novo relatório do JPMorgan afirma que o valor intrínseco do Bitcoin é menor do que o preço atual, logo há um “risco de queda” para os investidores.


  • A nota do analista do JPMorgan afirma que o valor intrínseco do bitcoin ainda está abaixo do seu preço atual de mercado.
  • Analistas encontraram um aumento no interesse de clientes institucionais em antecipar as opções do CME Group.

De acordo com a nota publicada em 10 de janeiro e relatada pela Bloomberg, o preço de mercado da principal criptomoeda está sendo negociado acima do seu valor intrínseco calculado. O estrategista do JPMorgan, Nikolaos Panigirtzoglou, escreveu na nota:

“O preço de mercado caiu quase 40% em relação ao seu pico, enquanto o valor intrínseco aumentou em torno de 10% … a diferença ainda não foi totalmente fechada, sugerindo que ainda existe um risco de queda.”

No entanto, o relatório explicou que o interesse institucional em contratos relacionados ao bitcoin parece estar aumentando, com grande expectativa para o lançamento das opções do CME Group Inc.

Panigirtzoglou disse que “houve um aumento na atividade do contrato futuro subjacente da CME” nos dias que antecederam o lançamento da negociação de opções, culminando em um aumento de 69% no final de 2019.

Ele continuou,

“Essa atividade extraordinariamente forte nos últimos dias provavelmente reflete a alta expectativa entre os participantes do mercado do contrato de opção.”

Qual a sua opinião sobre o valor intrínseco do Bitcoin? Ele está mesmo abaixo do preço de mercado atual? Deixe um comentário abaixo!

Continue lendo: Correlação entre ouro e Bitcoin não existe, mostra estudo