De acordo com um recente estudo da empresa de dados LongHash, a correlação entre ouro e bitcoin é praticamente inexistente.


  • Dados de longo prazo mostram uma narrativa diferente;
  • Ouro digital? Ou um ativo sem correlação?
  • Ainda assim, o Bitcoin é uma boa alternativa

Correlação entre bitcoin e ouro

Por muitos, o Bitcoin é visto como ouro digital e essa analogia também deveria se apresentar na correlação entre ouro e bitcoin. Contudo, não é isso que os dados de longo prazo mostram.

Na semana passada, com as tensões do Irão x EUA, muito se especulou que o Bitcoin seria a escolha dos investidores em caso de crise.

Conforme dados gerados pela LongHash, a correlação do Bitcoin com Ouro não passa de especulação.

BTCgold.png

A correlação no rank de Spearman (usado no gráfico acima) indica para -1 uma correlação inversa e para 1 uma correlação perfeita. A correlação de preço do Bitcoin ficou por volta de 0,2 desde 2013.

Portanto, os dados mostram fraca correlação do ouro com o bitcoin. Entretanto, o mesmo não pode ser dito do bitcoin com o ethereum (ether), cuja correlação ficou mais forte a partir do meio de 2017.

Conforme mostrado pelo Cointimes no post “Diversificação de investimentos em criptomoeda“, a correlação dos criptoativos com o Bitcoin é altíssima.

Bitcoin nos momentos de crise?

No entanto, não podemos descartar o Bitcoin como hedge (proteção de investimento) nos momentos de crise. A criptomoeda de Satoshi Nakamoto tem sido vista como boa alternativa em tempos instáveis.

Vemos isso na Venezuela, na crise Grega de 2015 e mais recentemente os argentinos têm apostado no Bitcoin.

“A analogia do ouro digital ainda funciona para o Bitcoin como um sentimento geral, pois é um ativo digital não controlado e apolítico; no entanto, ainda está muito longe de ganhar respeito como um porto seguro no nível de ouro.

No futuro, a correlação de preços entre Bitcoin e ouro deve ser observada de perto, pois um maior grau de correlação pode indicar que o Bitcoin está ganhando terreno como uma alternativa alternativa legítima de valor.”, afirmou a equipe da LongHash.

Essa falta de correlação do btc com outros ativos do mercado tradicional pode ser um ponto positivo para diversificação de portfólio, conforme afirma o relatório The State of Crypto:

“Embora isso pareça surpreendente, ele transforma o Bitcoin em um excelente ativo em termos de diversificação de portfólio: os investidores valorizam ativos com correlações baixas ou até inversas, usando-os como uma ferramenta para estratégias de hedge”

Veja também: Onde comprar Bitcoin no Brasil