O que é Bitcoin e como funciona essa criptomoeda

Como funciona o Bitcoin? É a pergunta que mais tem sido feita no Google nos últimos anos. Entender como ele funciona tem sido um grande desafio, por isso preparamos esse guia para te ajudar. Em 10 minutos você vai aprender como funciona a moeda virtual.

Se preferir, pode escutar o nosso podcast também. É a maneira mais fácil de entender sobre o seu funcionamento:

Ou em qualquer link desses abaixo:

Anchor: https://anchor.fm/conexao-satoshi
iTunes: https://podcasts.apple.com/br/podcast/conex%C3%A3o-satoshi/id1387848028
Google Podcasts: https://www.google.com/podcasts?feed=aHR0cHM6Ly9hbmNob3IuZm0vcy85Y2Q3OWM4L3BvZGNhc3QvcnNz
Spotify: https://open.spotify.com/show/35q3m8UyCxgENHUN0I5gR7
Breaker: https://www.breaker.audio/conexao-satoshi-1
Pocket Casts: https://pca.st/15Da
RadioPublic: https://radiopublic.com/conexo-satoshi-6Vdk4l

Nós também elaboramos um eBook gratuito para quem quiser começar a entender melhor. Ele pode ser baixado gratuitamente, confira aqui.

O que é?

Bitcoin é um dinheiro igual o Real, Dólar e o Euro. A diferença é que o ele é inteiramente digital, ou seja, ele existe apenas na internet. Por ser digital, ele é perfeito para transações online, porque ele é anônimo, rápido, barato e seguro.

Ou seja, é uma moeda digital, que permite o envio e recebimento de valores sem limitações territoriais e de quantidade, sem precisar passar por terceiros como bancos, paypal ou operadoras de cartão de crédito. É a moeda da internet.

Ele não é um bem físico, é gerado de forma completamente digital, mas isso não significa que a moeda digital não existe ou tem uma segurança fraca. As propriedades matemáticas nas quais ele está fundamentado são tão reais quanto qualquer bem físico.

Quem criou o Bitcoin?

A verdadeira identidade do seu criador ainda é desconhecida, o que é fascinante. O que sabemos é que ele foi criado por uma pessoa que utiliza o pseudônimo de Satoshi Nakamoto.

Atualmente ninguém sabe o seu paradeiro, além disso, ele está inativo há 8 anos.

O que temos são suspeitas sobre alguns indivíduos ligados ao universo da segurança da informação, criptografia e programação.

Algumas das pessoas mais cotadas são, Hal Finney matemático e programador, Wei Daicientista da computação ligado a área de segurança da informação e Nizk Szabo um polímata responsável pela criação do termo contrato inteligente.

Independente de quem o criou, não há uma relação de dependência entre Satoshi Nakamoto e a criptomoeda criada por ele.

Quanto vale uma moeda de Bitcoin?

Quem administra o Bitcoin?

O Bitcoin não é emitido ou controlado por nenhum governo,banco central, pessoa ou empresa. Ou seja, não é possível gerar mais moedas apenas digitando mais números no computador.

Novas moedas só podem ser criadas através de mineração, além disso, há um limite de moedas a serem criadas. Não entendeu?

Só existirão 21 milhões de bitcoins e cerca de 80% das moedas já foram criadas.

Apesar de poucas moedas, a criptomoeda pode ser dividida em até sete casas decimais. Cem milhões de partes de bitcoin, sua última unidade, é chamada de satoshi em homenagem ao seu criador.

A oferta de novas unidades da criptomoeda ocorre através de um processo chamado de mineração. Este termo é utilizado devido à similaridade com relação ao Ouro, já que ambos são bens escassos que não podem ser produzidos pelo ser humano, apenas extraídos.

Como ele é criado? Mineração de Bitcoins

O Bitcoin é criado através do que é popularmente conhecido como mineração de bitcoins. Ela ocorre através de computadores superpotentes que executam cálculos matemáticos.

O trabalho deles é encontrar uma combinação que valida todas as transações inseridas na rede. Por emprestar este poder computacional, o “minerador” recebe sua remuneração em Bitcoin a cada combinação encontrada.

Quando eles fazem isso, recebem uma recompensa em Bitcoins como uma forma de incentivo a continuarem trabalhando e manter a rede funcionando.

Um conjunto de mineradores forma a rede do Bitcoin. Eles se emprestam seu poder computacional para rede e ganham dinheiro por isso. Esse conjunto de mineradores forma o consenso do Bitcoin, que funciona através de maioria simples (50%+1).

Dessa forma, o minerador só consegue registrar uma transação de Bitcoin se a maioria simples da rede (50%+1) concordar com essa informação. É assim que funciona o consenso da rede e por isso ela é tão segura.

Se interessou em se tornar um minerador? Confira nosso guia completo:

Como funciona o Bitcoin?

Basicamente, as transações do Bitcoin consistem no registro de entradas e saídas de moedas.

Mas o que dizem esses registros? Basicamente, eles são dados que dizem o seguinte: “Lucas mandou 0,5 moedas de Bitcoin para Neto no dia 09/02/2018 às 18h”.

Essa é basicamente uma transação de Bitcoin, igual o registro em um caixa de padaria, por exemplo.

Agora imagine que milhares de pessoas fazem o mesmo tipo de transações diariamente. Certamente são muitos registros. Mas onde eles são armazenados?

Os registros das transações de Bitcoin são armazenados em blocos. A cada 10 minutos surge um novo bloco que deve armazenar as novas transações que são feitas na rede.

Esse novo bloco se liga ao anterior, formando uma cadeia de blocos dependentes um do outro.

Ou seja, as informações são inseridas em um bloco que se liga ao bloco anterior de outras transações já registradas. Parece difícil entender? A imagem abaixo mostra como isso é feito.

Imagem demonstrando como funciona o bitcoin e a blockchain

Quem registra as transações? Os mineradores

Mas quem registra essas transações no bloco? Esse é o trabalho dos mineradores. Eles verificam as transações de bitcoin e são os responsáveis por registrar ela nos blocos.

Um resumo de todas as transações inseridas em um bloco é chamada de Hash, que é uma espécie de impressão digital do bloco. O Hash de um bloco deve ser compatível com a Hash do bloco anterior e do posterior.

Os blocos são ligados uns aos outros, o que garante mais segurança ao registro dessas transações. Suponha que a rede esteja no bloco 3, mas que eu queria apagar uma transação que eu fiz no bloco 1, isso seria possível?

Para que conseguir fazer isso, eu tenho de apagar a transação no bloco 1 e “minerar” todas as transações dos blocos 2 e 3.

Mas a missão fica ainda mais difícil: eu tenho que controlar a maioria da rede e minerar esses blocos em 10 minutos. Porque conforme novos blocos vão sendo criados, a minha tarefa ficaria ainda mais difícil.

O trabalho dos mineradores é encontrar uma Hash que combine com a do bloco anterior através de cálculos de alta complexidade. A sequência destes blocos, que estão interligados, é conhecida como Blockchain.

Block quem? Blockchain

Blockchain é o nome da rede do Bitcoin, ela é uma cadeia de blocos que contém as informações que são registradas neles. Cada bloco está ligado ao anterior e ao próximo bloco, ele são dependentes um do outro.

Para mudar qualquer informação no Blockchain seria necessário encontrar uma nova hash que combine com todas as outras, o que é quase impossível. Isso torna o Blockchain e o Bitcoin tão resistentes a ataques e censura.

Qual é o diferencial do Bitcoin?

As transações de Bitcoin não precisam de intermediários para funcionar. Ou seja, não é necessário nenhum governo ou banco para confirmar as transações.

Uma rede de computadores distribuída ao redor do mundo é responsável por confirmar e verificar todas as transações de Bitcoin.

rede do bitcoin

Basicamente, eu posso mandar dinheiro para um amigo na Irlanda usando Bitcoins quando eu quiser, a hora que eu quiser.

Esse dinheiro não vai passar por nenhum banco, ele vai direto pela rede de computadores, chamada blockchain e chega em 10 minutos. Uma remessa levaria em torno de 7 dias para acontecer.

Ele também resolveu o problema do “gasto duplo” que surgiu com a internet. Quando eu quero mandar uma música do meu computador para um pendrive, o que eu faço? Eu copio essa música de forma que vão passar a existir duas cópias.

Com o Bitcoin isso não existe. Ele foi o primeiro “arquivo digital” impossível de ser copiado indefinidamente. Pela primeira vez na história estamos lidando com um ativo digital escasso, já que só vão poder existir 21 milhões de Bitcoin para sempre

Resumidamente, o ele possui 3 grandes diferenciais:

1 – Não tem um ponto de falha

Instituições financeiras confiam em servidores que mesmo em redundância utilizam geralmente o mesmo sistema e muitas vezes saem do ar

Em 10 anos o protocolo nunca parou de funcionar.

2 – É transparente

O sistema é completamente transparente e permite que qualquer pessoa possa verificar a integridade dele.

A transparência do sistema por trás do bitcoin foi reconhecida por grandes nomes de todas área, como juizes, cientistas da computação e empresários.

3 – Ele é imutável

Ele é um sistema imutável, isso significa que as transações e dados na rede não podem ser revertidos.

Isso acontece pois não há uma pessoa decidindo centralmente se a transação pode ou não ser revertida, como acontece no banco.

Se por um lado essa característica impossibilita a correção de erros, por outro garante que a rede não seja corrompida.

Quem determina o valor do Bitcoin?

O valor do Bitcoin é definido livremente, através da oferta e demanda e através de pessoas no mercado. Não entendeu? O preço dele é igual ao preço do dólar, ele varia conforme há mais pessoas querendo comprar ou vender.

Isso significa que quanto maior a quantidade de pessoas querendo comprar em relação a quem quer vender, maior será o seu preço.

Ou seja, não há um valor oficial do Bitcoin, ele vale o quanto o mercado acredita que ele deve valer. Por conta disso, seu preço pode apresentar uma grande variação com o passar do tempo.

Quem controla o Bitcoin?

O Bitcoin não pode ser controlado por uma única pessoa, governo ou empresa. Todas as decisões são tomadas através de um consenso de maioria simples 50%+1 entre todos os participantes da rede.

Ou seja, os usuários verificam se todas as transações são legítimas e se a mesma moeda não foi gasta duas vezes. Nem mesmo o próprio criador do Bitcoin possui o controle do funcionamento da moeda.

O Bitcoin é proibido no Brasil?

Ele não é proibido no Brasil, você pode comprar e vender livremente, necessitando apenas declarar seus ganhos no Imposto de Renda. Além disso, os comércios podem aceitar o Bitcoin como meio de pagamento sem nenhum tipo de proibição.

Como aplicar dinheiro em bitcoins? Ele rende juros?

Não, ele não rende nenhum tipo de juros ou remuneração garantida. Ele é uma moeda como o dólar, no entanto, completamente digital. Portanto, não caia em nenhum tipo de investimento prometendo “juros” em Bitcoin.

Onde eu guardo meu Bitcoin?

Por questão de segurança, nós recomendamos que os Bitcoins devam ser armazendos na carteira. As carteiras são aplicativos de computador ou celular que permitem você receber ou realizar pagamentos para outras pessoas em Bitcoin. Você pode entender melhor as carteiras clicando AQUI.

Imagem demonstrando como é uma carteira de bitcoin

Carteira de Bitcoin no celular

O que é um endereço de Bitcoin?

O endereço de Bitcoin é como se fosse os seus dados bancários: Conta e agência. Você deve fornecê-lo para receber uma transação, ou solicitá-lo para quem você deseja enviar suas moedas. Existem três padrões de endereços de Bitcoin:

  • 1BG9m8rRQ56mKLoSv4mevc1NRj7Q4VjrN3
  • 3ArUKxW2UkNUtTQ2NzoP19u1f8eYtXxuoZ
  • bc1qf5cskj8lrz7ml0h55ltak08wyp56h6dcdv8jny
  • Endereço QR-Code, utilizado principalmente por smartphones no momento do pagamento

Como comprar Bitcoin?

Você pode comprar Bitcoin diretamente de outras pessoas, através do que é conhecido como “peer-to-peer” ou “p2p”. No entanto, você pode comprar em corretoras de Bitcoin, que são conhecidas como Exchanges.

Comprar em corretoras confiáveis é mais seguro porque o usuário não corre o risco de cair em golpes.

A corretora é um site que une um comprador a um vendedor em um ambiente onde as transações podem ocorrer de forma segura e rápida.

Ou seja, a corretora é um site intermediário que reúne quem quer comprar e quem quer vender, o sistema faz com que você não precise conhecer a outra parte que está negociando com você. Porque a corretora garante a segurança dessa transação, o que reduz a chance de golpes e fraudes.

Basicamente o usuário se cadastra, envia os documentos, realiza o depósito com uma conta bancária e compra suas moedas com o saldo em real. As corretoras lembram bastante uma bolsa de valores.

As melhores corretoras são:

Foxbit

Mercado Bitcoin

Bitcambio

BitcoinTrade

Bitblue

Como escolher uma carteira de bitcoin?

Escolher uma carteira de bitcoins pode parecer uma tarefa complicada, mas garanto que não é.

Nós fizemos diversos reviews de carteiras, resumidamente tente usar uma carteira para os gastos diários (como trades ou compras) e outra carteira se você quiser guardar grandes quantidades.

Confira as melhores carteiras de bitcoin.

Onde posso ver o preço do Bitcoin?

Em nossa página Valor do Bitcoin, você obtém acesso em tempo real sobre o preço do Bitcoin em todas as corretoras do mercado. Tudo detalhado em um gráfico.

preço do bitcoin
Foto da nossa página Valor do Bitcoin.

O Bitcoin é seguro?

Sim, ele é extremamente seguro. Se o dinheiro brasileiro fosse apenas Bitcoin, o Collor não teria conseguido confiscar a poupança de todos os brasileiros.

Muitas pessoas utilizam a moeda digital como um porto seguro para se proteger de crises e até mesmo guerras, como no caso dos Venezuelanos.

Mas ele deixa de ser seguro se você os mantém na sua conta da corretora. O Bitcoin é seguro na sua carteira, se ele estiver lá, ninguém vai conseguir roubá-lo de você. Por isso, instalar uma carteira é essencial para quem tem Bitcoin.

O nível de segurança proporcionado pela criptomoeda é muito superior aos dos bancos tradicionais.

No Bitcoin não existe um ponto de falha, para algum ato malicioso conseguir atacar a rede seria necessário invadir milhões de computadores em todo mundo, tarefa quase impossível nos dias atuais.

Já nos sistemas bancários tradicionais há apenas alguns servidores centrais e todas as transações ficam escondidas do público.

Bitcoin tem lastro?

Antes de responder essa pergunta é necessário afirmar que nenhuma moeda atualmente possui lastro. Hoje em dia o valor das moedas é assegurado pela confiança das pessoas no banco central emissor.

O lastro dele está baseado na sua segurança, facilidade de envio e limitação de unidades, o que o torna tão valioso quando comparado a outras moedas.

O Bitcoin é muito caro, preciso comprar um inteiro?

Não é necessário comprar um Bitcoin inteiro, é possível comprá-lo em frações, o que o torna acessível. Ele é divisível em até 8 casas decimais, ou seja, você pode comprar 0.1, 0.01, 0.001 BTC e assim em diante.

Como funciona uma transação de Bitcoin?

Agora que você entendeu como funciona, vamos explicar como funciona uma transação da criptomoeda.

De forma básica, você copia o endereço para quem deseja enviar as moedas, cola em sua carteira, preenche a quantidade, escolhe uma taxa e envia.

Abaixo segue um infográfico com mais detalhes, de como funciona o bitcoin, ele vai permitir que você visualize como ocorre uma transação.

infográfico mostrando como funciona
Imagem demonstrando como funciona o bitcoin

Qual é o custo de uma transação?

O custo de uma transação é variável, ele depende do número de transações pendentes na rede. No entanto, atualmente uma taxa de transação custa em média R$0.30 centavos no momento em que este texto é escrito. O que é uma taxa de transação barata quando comparada a um TED nos bancos.

Quanto tempo leva para uma transação ser confirmada?

Vai depender da taxa e da prioridade escolhida por você através de sua carteira. Transações com alta prioridade geralmente são confirmadas em 10 minutos, no entanto, uma transação leva em média 30 minutos para ser confirmada pela rede.

Como vejo detalhes da minha transação?

É possível ver os detalhes da sua transação através dos sites conhecidos como BlockExplorers. O site mais conhecido é o Blockchain.com, nele é possível verificar todas as transações já ocorridas na história do Bitcoin. Entender a ler uma transação vai te ajudar muito a entender como funciona o Bitcoin.

transação de criptomoeda

Ao lado esquerdo da setinha verde, é possível verificar o endereço de onde saíram as moedas. Ao lado direito é possível verificar para onde eles foram enviados. Em “Entradas e Saídas” é possível verificar a taxa que foi paga e a estimativa de Bitcoins transacionados.

Em “Resumo” é possível ver a hora em que a transação foi transmitida para a rede e o horário em que ela foi confirmada em um bloco. Apesar de parecer complicado, é muito intuitivo ler uma transação de Bitcoin.

Quero entender mais o mercado

Entender o mercado pode levar alguns meses e até anos para quem está começando. Pensando nisso, elaboramos o relatório mais completo do mercado. O Cointimes Research de Bitcoin cobre todos os tópicos necessários para quem quer entender o mercado a fundo.

Nós falamos nele todos os eventos e fatores que o investidor deve ficar de olho, como identificar oportunidades, explicamos os ciclos de mercado. Ou seja, reunimos todas as informações necessárias para a tomada de decisão em um só lugar. Você pode conferir clicando no banner abaixo ou aqui.

relatório de bitcoin

Conclusão

Espero que esse post tenha te ajudado a entender como funciona e como ficar por dentro da tecnologia. Busquei reunir tudo o que você precisa saber antes de comprar a moeda digital. Se tiver qualquer dúvida, deixe nos comentários abaixo.

Sobre o criador de conteúdo

Economista em formação, escritor por vocação. Gosto de fazer investimentos, penso a longo prazo, mas não abro mão de fazer alguns trades. Trabalhei como Community Manager por 1 ano, representando a Foxbit e estou no mercado de criptomoedas desde 2016, mais especialmente no Bitcoin.

Comentário

Postar um comentário

You don't have permission to register