Hoje tive o desprazer de ver uma reportagem da RedeTV, na qual policiais militares “estouram” uma casa que supostamente pertencia ao PCC que estava sendo utilizada para minerar Bitcoins. Veja abaixo:

Sensacionalismo fajuto e barato

Quando entraram na casa suspeita, os policiais se deparam com 21 máquinas de mineração de bitcoin, que provavelmente deveriam ser do modelo Whatsminer M3.

Até aí tudo bem, os policiais estão fazendo o serviço deles. O problema começa quando eles abrem a boca. Tudo fica mais engraçado ainda quando eles chamam um “especialista”.

Segundo os policiais e o especialista, os traficantes colocavam o dinheiro na máquina para lavar a grana suja do tráfico de drogas. Depois eles dizem que os traficantes podem fazer até milhões por dia com essas 21 máquinas.

O repórter aceita as informações e as confirma sem nenhum questionamento. Os policiais dizem que eles (o PCC) podem até mesmo dobrar o dinheiro do tráfico.

Está tudo errado

Acontece que nada do que eles falaram está certo ou faz algum sentido. Primeiramente, não tem como “colocar dinheiro sujo” em uma mineradora. Ela só vai ficar ali rodando e minerando Bitcoins. Não tem como transferir dinheiro (Reais) para uma mineradora de Bitcoin.

O que os traficantes podem fazer é comprar essas mineradoras com dinheiro sujo e se utilizar da atividade de mineração (que é legítima e não é considerada crime) para tentar lavar dinheiro com Bitcoin.

O problema é que isso seria extremamente ineficiente. Mas por que? Primeiramente, todas as 21 máquinas, somadas, conseguiriam fazer entre 1000 e 1400 dólares por mês.

O valor de mercado de todas essas mineradoras, se somado, daria algo em torno de US$10500 ou R$39.375, o que não faz nem cócegas no crime organizado.

R$ 15 milhões por mês, esse é o faturamento do PCC

Além disso, o faturamento dessas máquinas é irrisório para a receita total de uma organização criminosa do tamanho do PCC. Uma reportagem da UOL diz que o PCC faturava R$16 milhões por mês em 2015.

Imagina ter que “lavar” todo esse dinheiro faturado usando essas máquinas? É praticamente impossível. O PCC levaria 3.750 anos para lavar o faturamento de um mês. Nem mesmo com uma fazenda dessas, eles conseguiriam lavar tanto dinheiro:

pcc mineração

Isso é, contando que o poder dessas máquinas fosse mantido por 3.750 anos, o que é improvável, visto que o tempo de vida útil de uma mineradora dificilmente passa dos três anos.

Quando colocamos as contas no papel, vemos que as mineradoras estão longe de gerarem milhões por mês. Também é possível ver que minerar bitcoins não é nem de perto a melhor maneira de lavar dinheiro, ainda mais nesse volume.

O dinheiro do PCC está em imóveis de luxo, carros, dólar e até em empresas de ônibus. A organização criminosa permeia até o âmbito político. Ou seja, vai muito além de 21 máquinas de mineração. Se eles dependessem disso para lavar dinheiro, morreriam de fome.

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br