O envolvimento institucional é frequentemente saudado como um pilar para o crescimento da indústria de criptomoeda. Essa narrativa atingiu tal extensão que a frase “instituições estão chegando” agora é um grito de guerra para uma legião de entusiastas do Bitcoin.

No entanto, esses players já estão começando a se materializar dentro do ecossistema – e estão principalmente na forma de escritórios familiares individuais e multifamiliares, conhecidos como family offices.

Os family offices são estruturas criadas para atender de forma personalizada famílias com muitos recursos, proporcionando o auxílio em todos os aspectos, incluindo o contábil, jurídico e fiscal.

Os escritórios familiares desfrutam de uma privacidade significativa no que diz respeito aos seus investimentos. Como tal, eles permanecem virtualmente não controlados pelos tipos de vigilância regulatória enfrentados pelos investidores de varejo, permitindo-lhes diversificar em um amontoado de opções indisponíveis para outros.

Coinext 760x150

 

Ao contrário da maioria dos bancos de investimento, por exemplo, os family offices reconhecem o valor do Bitcoin para além da sua representação distorcida na mídia. Por quê? Porque family offices representam o dinheiro inteligente.

Eles deixam de lado as especulações do passado e consideram criticamente as implicações de longo prazo. Livre de conjecturas, essas entidades normalmente se concentram em estatísticas – continuamente caçando ativos não correlacionados, escassos e assimétricos para capturar os maiores retornos para seus clientes.

Primeiros escritórios familiares ligados ao Bitcoin

Vários anos atrás, facilitar as negociações de Bitcoin em quantidades institucionais era quase impossível. O mercado mal estava equipado para lidar com essas ordens sem causar desvios significativos e – mesmo que pudesse – as bolsas teriam dificuldade em encontrar uma contra-negociação disposta a entregar tal montante.

No entanto, conforme a fama do Bitcoin cresceu, os mercados de balcão (OTC) amadureceram de forma semelhante. Agora, existem plataformas que incluem mecanismos sofisticados de compensação e liquidação e até mesmo soluções de custódia com multi assinatura para receber qualquer quantidade. Com os procedimentos em vigor, os family offices, grandes e pequenos, começaram a entrar em massa.

Embora muitas dessas entidades optem por permanecer privadas, alguns players maiores, focados em Bitcoin, passaram para a linha de frente. Entre uma das mais notáveis ​​está a Winklevoss Capital, fundada por Tyler e Cameron Winklevoss.

Os famosos gêmeos estabeleceram o fundo em 2012, com foco em investimentos centrados em tecnologia dedicado a criptomoedas, principalmente Bitcoin. Outro fundo proeminente é o Galaxy Investment Partners, o escritório de uma única família do capitalista de risco e touro do Bitcoin, Michael Novogratz.

Por que o interesse?

Dependendo do apetite por risco, a maioria das recomendações para exposição ao Bitcoin varia de 1 a 30%. Os family offices já estão começando a capitalizar isso alocando pelo menos de 1 a 5%.

No entanto, a exposição, por menor que seja, pode ser extremamente frutífera. Ao contrário de muitos outros ativos, o bitcoin exibe uma forte distribuição de risco assimétrica, o que significa que a recompensa – na maioria das vezes – supera a maior parte do risco.

Os escritórios de família historicamente compreenderam a importância da diversificação. A moderna teoria de portfólio (MPT) é a base de metodologia de muitos fundos. Basicamente, o MPT desaconselha colocar todos os ovos na mesma cesta.

Mas também promete diminuir o risco sem diminuir o retorno. No entanto, há um tipo de risco contra o qual não pode proteger: risco sistemático. A proteção contra essa volatilidade em todo o mercado exige um ativo não correlacionado, e é aí que entra o Bitcoin.

Para family offices, a natureza não correlacionada do Bitcoin é um componente crucial de sua atração. Logo após a crise financeira de 2007-2008, as instituições perceberam que sua alocação no mercado de ações era excessiva e, desde então, estão em busca de ativos não correlacionados.

Estatisticamente falando, o Bitcoin provou seu valor não correlacionado ao longo de sua vida, mostrando um coeficiente de correlação de aproximadamente 0 (-1 igualando a correlação negativa, 0 significando uma não correlação e 1 representando uma correlação positiva).

Correlação do BTC com o índice de ações americanas S&P500.
Correlação do BTC com o índice de ações americanas S&P500. Fonte: CoinMetrics.

Como resultado, a proposta de valor do Bitcoin só está melhorando à medida que o risco sistêmico afronta o sistema financeiro tradicional. Embora exibindo um momento brevemente correlacionado com o mercado de ações no início de março, o Bitcoin se libertou do risco não diversificável dos mercados mais amplos e seguiu a trajetória ascendente do ouro. Desde que seu fundo no dia 13 de março, o Bitcoin se recuperou quase 125%.

O Bitcoin não nasceu para seguir. Ganhou a narrativa de um porto seguro não correlacionado devido, em parte, ao seu suprimento finito. Assim como o ouro, o estoque geral do Bitcoin não pode ser diluído – ao contrário da moeda fiduciária.

Os mercados de ações, por outro lado, são facilmente influenciados negativamente pela intervenção governamental, enquanto o Bitcoin possui fortes regras de consenso que não podem ser unilateralmente alteradas. Isso garante uma certa segurança ao investimento em Bitcoin.

Os especialistas deram um passo adiante, sugerindo que, devido às suas semelhanças com o metal amarelo, o Bitcoin pode servir como moeda de reserva global – semelhante ao padrão ouro. Com a dívida americana crescendo a uma taxa sem precedentes, a fragilidade do sistema financeiro começa a aparecer.

Da mesma forma como a conferência de Bretton Woods estabeleceu uma redefinição financeira global pouco antes do final da Segunda Guerra Mundial, muitos acreditam que agora é o momento para uma revisão econômica – com o Bitcoin no comando.

As vantagens do Bitcoin não podem mais ser descartadas, e o smart money sabe disso. Agora é função de todo family office – literalmente – pelo menos reconhecer o Bitcoin.

Texto traduzido e adaptado do Bitcoin Reserve.


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br