O preço do bitcoin caiu -2,39% nas últimas 24 horas, ficando abaixo dos 48 mil dólares. Enquanto XRP, Solana e Avax acumulam quedas acima das do BTC.  O que aconteceu?

Preço das principais criptomoedas
Fonte: Coingolive

Como resultado da queda, mais de US$300 milhões foram liquidados nas últimas 24 horas, segundo a Coinglass, aumentando ainda mais o tombo do mercado. 

A diminuição do marketcap vem após Nassim Taleb, antigo admirador do bitcoin e do mercado de criptomoedas, chamar o BTC de esquema “ponzi” e um ativo frágil. A queda não é, necessariamente, culpa de Taleb mas um influenciador do seu calibre atacando o bitcoin não é algo positivo para o mercado. 

Se Taleb não está positivo com o bitcoin, um relatório da empresa de análise S&P Global indicou que as criptomoedas continuarão crescendo em 2022. Uma das maiores tendências para o próximo ano será a tokenização (digitalização de ativos, geralmente m blockchain). 

Passfolio

Dólar, inflação e Brasil com problemas

Paulo Guedes mão na cabeça

Já no mercado tradicional, o ministro da economia Paulo Guedes alertou para os riscos de reajustar os salários de servidores públicos federais que estão em greve, incluindo: aumento da inflação e da dívida governamental. 

Falando em inflação, o trabalhador brasileiro teve a menor média salarial real desde 2012, a menor da série histórica de acordo com o Pnad. O rendimento médio real (aquele descontado a inflação) foi de apenas R$2449 no trimestre que fechou em outubro, mostrando a inutilidade da moeda estatal (real) como moeda de conta para os trabalhadores. 

Já o dólar fechou estável ontem em US$5,6390. Mas os olhos dos especialistas aguardam os dados de seguro desemprego nos EUA e mais repercussões da variante Ômicron, prevendo volatilidade para os próximos dias. 

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br