Nesta segunda-feira, a empresa de pesquisa Glassnode soltou um artigo sobre os indicadores do bitcoin e alertou para tendência de queda no preço.

O preço do Bitcoin parece ter encontrado resistência logo acima dos US$10200,00, após uma queda repentina de US$2.000 na semana passada. No Brasil, a criptomoeda está sendo negociada acima de R$54.000 nesta manhã de terça-feira.

Apesar das péssimas notícias para o preço, o Bitcoin segue pela 15° semana seguida com fundamentos onchain positivos, com aumento de liquidez em 14 pontos e queda na confiança do investidor.

gráfico com diversos índices onchain

A liquidez aumentou significativamente, ganhando 14 pontos para levar a uma pontuação de 62 pontos no geral. A liquidez comercial teve um grande aumento com o fluxo do BTC para as bolsas, enquanto a liquidez da transação aumentou devido a um aumento nas transações em cadeia desde o início da semana.

Preço do Bitcoin, no que ficar de olho?

Como resultado, o Bitcoin se aproxima para uma zona de transição para uma zona indicando fundamentos fortes onchain, mas preço e sentimentos baixos.

“Quedas adicionais no preço na próxima semana podem tirar a bússola da zona verde pela primeira vez em quase 4 meses.”

A forte correlação com o mercado de ações tem preocupado alguns investidores que esperavam maior dissociação entre a criptomoeda e o S&P500 em tempos de baixa. 

“O Bitcoin tem mostrado correlação consistente com os mercados financeiros tradicionais à medida que amadurece como um ativo, e o desempenho descendente do S&P – e do mercado de ações em geral – ameaça derrubar o BTC e outros criptoativos à medida que os investidores se desviam do risco e tornam seus criptoativos em liquidez” afirmou a empresa de análises.

afirmou a Glassnode

A empresa recomenda ficar de olho no mercado financeiro como suplemento para fundamentos onchain para entender as tendências do Bitcoin e das criptomoedas em geral.