Mais de R$ 6,2 Bilhões (US$ 1 bi) em Ether foram retirados das corretoras em um período de 24 horas. É a segunda vez este ano, e o preço subiu na vertical da última vez.

De acordo com dados compartilhados pelo provedor de análise de criptomoedas IntoTheBlock, US$ 1,2 bilhão em ETH foi retirado das exchanges centralizadas na quinta-feira para marcar um novo recorde de fluxo de saída de curto prazo das exchanges.

IntoTheBlock observou que o preço do Ether subiu 60% nos 30 dias depois que US$ 1 bilhão foi retirado das corretoras em abril.

A situação mudou desde abril, no entanto. A atualização de London do mês passado introduziu um mecanismo de queima no mercado de taxas da Ethereum, criando maior pressão deflacionária sobre a dinâmica de abastecimento do Ether.

Leia também: o Ether pode ser entendido como uma “trifeta econômica” ou um ativo de “ponto triplo”

No momento, mais de 313639 ETH já foram queimados, conforme os dados do Etherchain. O que equivale a R$ 5.7 bilhões de moedas fora de circulação após a atualização da rede, segundo cotação do Coingolive.

O Bitcoin (BTC) também tem visto saídas constantes de corretoras desde maio. De acordo com dados compartilhados pela plataforma Arcane Research, a quantidade de Bitcoin mantida em reservas pelas exchanges de criptomoedas caiu drasticamente.

No momento, os saldos de corretoras de Bitcoin caíram para os níveis vistos pela última vez em agosto de 2018 – durante o primeiro ano do “inverno cripto”.

Ethereum e Bitcoin tiveram saques das corretoras o que significa uma tendencia de alta
Os fluxos de saída foram especialmente altos durante os últimos dois meses, com 178.000 BTC transferidos das bolsas desde 27 de julho – Fonte: Arcane Research

Leia Mais:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br