Você já deve ter visto algum entregador da Rappi por ai, eles estão sempre com aquelas caixas nas costas com um laranja – ou rosa, nunca sei qual é a cor – florescente, sabe? Mas o que você não sabe é que essa startup colombiana acabou de se tornar o novo unicórnio da América do Sul.

Com o investimento de US$ 200 milhões – aproximadamente R$826 milhões de reais – a Rappi foi avaliada em 1 bilhão de dólares de acordo com a TechCrunch.

Quem liderou essa rodada de investimento foi o fundo DST Global, que também investiu no nosso unicórnio Nubank. Quem acompanhou também foi o Andreessen Horowitz e Sequoia. O Rappi já recebeu em torno de 392 milhões em investimento.

Mas o que o Rappi faz?

Imagina você chegando cansada do trabalho e acabou esquecendo de passar no mercado para fazer as compras e fica pensando “Se eu pudesse pedir essas compras ia ser mais fácil”.

Esse é o trabalho do Rappi, por ele você pode pedir qualquer coisa. Quer que alguém traga pão? Ta com dor de cabeça e precisa de remédio? Esqueceu o mercado? E a comida do cachorro? Bebida no meio da festa? Esse é o trabalho desse serviço.

Eles entregam e resolvem basicamente tudo e você paga apenas uma taxa de entrega de R$ 6,90 ou um plano mensal que tem entregas ilimitadas. Se você pensar, sai mais barato que você ir e voltar de ônibus em São Paulo, fora a comodidade de não precisar sair de casa.

Eu baixei o aplicativo que tem para iOS e Android, e me deparei que você pode pedir até pra sacar dinheiro. Eu fiquei abismado. Um pouco de receio, mas testei e deu super certo. Sério, dá pra pedir qualquer coisa!

Chegada no Brasil

A Rappi surgiu na Colômbia, em 2015, e hoje está no Brasil nos estados de São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Fortaleza, Porto Alegre, Salvador, Curitiba e Belo Horizonte desde de agosto do ano passado.

Tem como parceiros Pão de Açúcar e Startbucks no seu catalogo e outros mil estabelecimentos.

E aí já usou o Rappi? Se quiser testar, utilizando cupom a063587632 você ganha R$100,00 em frete.