O restaurante temático Bored & Hungry deixou de aceitar criptomoedas como forma de pagamento enquanto o mercado cripto entra em colapso. 

Bored & Hungry é um restaurante que abraçou a estética das tendências cripto em seus copos e bandejas com NFTs do Bored Ape. De acordo com o Los Angeles Times, o proprietário, Andy Nguyen, alega ter pago mais de US $330.000 pelos diferentes NFTs da coleção Bored Ape que fazem parte da decoração e temática de seu restaurante.

Em abril, o restaurante anunciou que os clientes poderiam pagar por suas refeições por meio de ethereum ou apecoin, que caíram cerca de 23% e 17% de seus máximos durante o último ano, respectivamente. 

No entanto, nem mesmo três meses depois da novidade, em meio ao derretimento do mercado cripto, esse não é mais o caso. Logo após a introdução de novas opções no cardápio, incluindo opções veganas, os preços estavam sendo apresentados somente em dólares americanos.

Um funcionário, que se recusou a dar seu nome ao LA Times, disse que a loja não estava aceitando pagamentos cripto. “Hoje não… não sei,” foi a única resposta recebida pelo repórter, o funcionário se  recusou a esclarecer há quanto tempo a loja deixou de aceitar cripto ou se essa opção retornará.

O LA Times escreveu ainda que “a utilidade também pode ser um fator para que criptomoedas não sejam usadas para pagamento,” visto que outro funcionário do restaurante disse ao jornal que esses pagamentos eram, em grande parte, ignorados pelos clientes.

Em seu Twitter, Nguyen disse que os relatos do LA Times seriam “fake news,” mas não fez menção de esclarecer nenhuma das alegações do jornal, além de dizer “apenas ajustaremos o preço para corresponder ao USD,” sem dizer como ou quando isso aconteceria.

Na página oficial do restaurante, um tweet diz que “às vezes encontramos janelas de manutenção. Um sistema de backup foi criado a fim de mitigar quaisquer paradas de sistema futuras. Continuamos construindo.”

Nenhuma explicação detalhada sobre a interrupção de pagamentos cripto foi dada pelo restaurante ou seu dono, deixando os poucos clientes com interesse nessa característica esperando alguma resolução efetiva. Nguyen não respondeu às tentativas de contato do LA Times. 

Leia também:

Passfolio