Quando penso na análise de um criptoativo ou de qualquer outra tecnologia, a capacidade de evolução é o fator mais significativo para mim.

Isso porque, nada (modelo de negócios, estrutura de governança, política monetária…) superará a habilidade do ativo de evoluir com as eventuais falhas que serão apresentadas ao longo do tempo.

Recentemente li um texto de Wladimir Van der Laan, a pessoa que foi responsável por 24% de todas as atualizações do Bitcoin em 2020, e é considerado um dos principais líderes do Bitcoin Core – associação responsável por 98% de todos os nodes da rede do Bitcoin.

carteira do bitcoin core

*Nodes: Os “nós” da rede são os computadores responsáveis por registrar, armazenar e validar tudo que ocorre em uma blockchain, quanto maior o seu número de nodes, mais seguro é o ativo.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Ou seja, basicamente, Laan é o líder da entidade responsável pela capacidade de evolução e armazenado dos dados do Bitcoin, sendo o expoente para implementações de atualizações como a Segwit e um dos players mais importantes desse ecossistema.

Na carta escrita por Laan é levantado a seguinte questão em relação ao código do Bitcoin: a necessidade de descentralização do seu código.

O autor afirmou que o processo de desenvolvimento tanto do Bitcoin Core, quanto do Bitcoin como um todo, está muito centralizado e é necessário mudar esse formato para o bem do ativo.

Atritos no Bitcoin

A divulgação da carta foi feita após alguns atritos internos entre os membros do Bitcoin Core que ocorreram nas últimas semanas. Laan afirma que pretende se distanciar cada vez mais do Bitcoin Core para promover a descentralização da entidade, mas promete se manter ativo na comunidade.

Esses atritos evidenciam, para mim, o maior risco de qualquer criptoativo: a centralização do seu processo de evolução.

Um problema que é muito comum no mercado de criptomoedas, visto que, por se tratar de um mercado muito recente, existem poucas pessoas que compreendem e estudam o suficiente esse para propor soluções e inovações.

Não venda os seus bitcoins!

Mas calma, apesar de ser um grande problema do mercado de criptomoedas, alguns players estão tentando resolver isso – especialmente as maiores exchanges do mercado.

Recentemente, tanto a Okcoin quanto a Coinbase anunciaram programas de bonificação para desenvolvedores da rede do Bitcoin, como uma forma de manter a comunidade ativa e o ativo em constante evolução.

Anúncio da Coinbase de doação para desenvolvedores de bitcoin

Além disso, alguns grupos de programadores também estão criando organizações para o desenvolvimento de programadores e patrocínio dos desenvolvedores mais ativos, como a brink, criada por Jonh Newbery (que também é membro do Bitcoin Core).

logo da Brink

Esses movimentos nos mostram que, apesar de termos o problema da centralização do código do Bitcoin, muitas pessoas estão tentando mudar essa realidade…

Os próximos passos…

De modo geral, a carta de Wladimir van der Laan, apesar de mostrar um problema latente do Bitcoin (e possivelmente um dos seus maiores riscos). Isso não será algo que irá impactar o preço do ativo no curto prazo, mas é um alerta de que se o Bitcoin não possui a capacidade de atrair novos programadores e de se manter atualizado, o que pode tornar o ativo obsoleto!

E esse risco, infelizmente, poucas pessoas do mercado mostram a vocês!

E, para você que chegou até aqui, uma surpresa. Vou liberar mais 20 vagas para acessar nossa aula gratuita sobre como Montar a Carteira Perfeita em Criptomoedas.

Clique Aqui para acessao o conteúdo. Corre para não perder!

EXTRA: Como Surgiu o Bitcoin?

Você já leu o White Paper do Bitcoin ou de qualquer outro criptoativo que você investe?

Se a resposta for não, você está deixando de lado o melhor material para tomar suas decisões de investimento.

Vou te dar acesso ao White Paper de qualquer criptoativo do mercado. Basta comentar em nosso vídeo abaixo: quero o white paper do ativo…. que nós te mandamos.

Aperte o play, comente e ganhe seu estudo gratuito.


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!