Três canais falsos no Youtube que retransmitiam lives da SpaceX foram utilizados para scam ao enganar pessoas a acreditarem que Elon Musk teria uma carteira de Bitcoin que aceitava doações. A decolagem do Falcon 9 foi utilizada como cobertura para a prática criminosa.

Livestream de scam da falsa SpaceX
A livestream prometia “enviar de volta o dobro que era doado à carteira”.

Apesar de soar como “um golpe óbvio”, a transmissão do foguete no canal falso chegou a quase 80 mil views, recebendo 15 BTC (aprox. R$ 730k) em dois endereços de carteiras diferentes.

As livestreams falsas, que reproduziam vídeos antigos de Elon, já tiveram seus canais punidos, e as carteiras utilizadas continuam vendo movimentação de seus bitcoins.

Golpes relacionados a criptomoedas crescem

Personificar pessoas famosas por golpes de Bitcoin afetou até o duque e a duquesa de Sussex – Harry e Meghan. Ao explorar sua recente decisão de voltar como membros seniores da Família Real, os golpistas publicaram anúncios e citações aparentemente falsos do casal, pedindo às pessoas que investissem em um programa suspeito de negociação automática chamado Bitcoin Evolution.

Durante os dias mais intensos da pandemia de COVID-19 e os crescentes níveis de pânico nas pessoas, os fraudadores criaram vários golpes relacionados a vírus, enganando as vítimas para enviar bitcoins. Eles fizeram isso personificando organizações de caridade da OMS e enviando milhares de e-mails de phishing.

Como resultado, um relatório recente concluiu que, nos primeiros cinco meses de 2020, os roubos de criptomoedas, hacks e principalmente fraudes totalizaram US$ 1,4 bilhão. Os golpes de coronavírus ficaram em segundo lugar, atrás apenas do esquema chinês ponzi WoToken.