Coingoback

O partidarismo não é algo recente e está longe de ser limitado a A ou B. Dentro do âmbito político então nem se fale! Da mesma forma que a esquerda sofre com inúmeras divisões protagonizadas por marxistas vs fabianos, hoje notamos que, do (suposto) outro lado da moeda as contendas também se manifestam e é sobre isso que vamos falar hoje. Sobre a evidente rachadura na direita brasileira e o quanto isso pode ser prejudicial aos planos do novo governo. De um lado o team Olavo de Carvalho e do outro, o team de deputados do PSL.

Era uma vez num reino não tão distante…

Um time de deputados do PSL que organizou uma viagem para a China comunista (aos que se incomodarem, sinto muito) com a brilhante ideia de estreitar os laços entre ela e o Brasil. Como fazer esta aproximação? Através da tecnologia. Sendo a China um dos maiores exportadores de mão de obra tecnológica e o governo brasileiro disposto a melhorar temas como “segurança”, eis as ferramentas necessárias para um linda e fraterna aproximação. A equação é simples:

Brasil = país inseguro
China = câmeras em todo lugar

Brasil + câmeras em todo lugar = Brasil país seguro

Seria lindo se não fosse trágico! A China tem mais de 170 milhões de câmeras espalhadas por todo o país e consegue identificar QUALQUER PESSOA em seu território em no máximo 7 minutos. É mole?!

O país criou um sistema chamado Sesame Credit que é uma espécie de rede social onde pessoas são avaliadas segundo sua cooperação com o governo. Basicamente, quanto menos você representar um problema ao sistema atual, maior pode ser o seu crédito ou score e teoricamente maiores serão os “benefícios”. Imagine uma rede social do Serasa, onde você não escolheria se participaria e de quebra seu círculo social poderia indiretamente prejudicar sua pontuação se identificado que eles não são lá tão favoráveis ao regime.
E é isso! A trupe de pseudo-heróis foi buscar soluções tecnológicas no país mais vigiado do mundo, onde o governo sabe até a cor da sua cueca!

Saiba mais sobre esse sistema e como ele funciona:

Quem se manifestou contra a iniciativa?

Alguns bem pouco importantes, mas creio que por incentivo indireto. De quem? De Olavo de Carvalho!

Olavo Luiz Pimentel de Carvalho (Olavo de Carvalho) é, dentre vários títulos (principalmente o de arrogante), jornalista, filósofo e escritor brasileiro, muito conhecido pelas obras “O mínimo que você deveria saber para não ser um idiota”, “O Imbecil Coletivo” e “O Jardim das Aflições”.
Apoiador de Bolsonaro, ele foi uma peça chave para divulgação das ideias conservadoras e ganhou na rede a alcunha de “Guru do Bolsonaro” por indicar, e não há essa certeza, dois ministros para o seu governo.
Longe se ser um Joaquim Teixeira, um perfil cômico nas redes sociais, Olavo realmente tem poder de influência e suas declarações negativas sobre a iniciativa dos deputados do PSL causou a primeira grande rachadura no governo Bolsonaro.

Uma bola de neve

Com a ausência de Bolsonaro por conta das intervenções cirúrgicas, não somente o partido mas as figuras mais importantes – digo eu mais importantes que o próprio presidente –  começaram também a se dividir.

Há o grupo Olavo e Lorenzoni mais conservadores, o grupo do Mourão que tem apoio de outros cargos de chefia e que sim é resistente a reforma da previdência por conta dos militares, o grupo do Guedes que tem um viés mais liberal na economia, e também o grupo do Moro com a turma da Lava Jato. Todos à sua maneira se alfinetam ou se isentam de alguma forma a céu aberto.
Tem também uma certa dificuldade de desvinculação da família Bolsonaro com a gestão do país e mais recentemente, Gustavo Bebianno fora demitido do PSL suspeito de tramar planos  contra o governo Bolsonaro envolvendo vazamento de informações privilegiadas.

Essa falta de sinergia cria uma imagem de desorganização e incapacidade que, creio eu, é justamente a imagem que não querem passar, uma vez que só estão lá por um voto de confiança do povo brasileiro e que não superando as expectativas, as chances de serem comparados ao antigo governo serão muito grandes.

Conclusão

Para a economia toda essa hecatombe é desastrosa. Apesar das altas impressionantes de até 98 mil pontos na bolsa, a BVSP tem oscilado de 3 a 5 mil pontos a cada notícia ou escândalo envolvendo o novo governo, o que pode manchar a nova imagem e desestimular o investidor gerando negativas reações em cadeia.
Seja lá o que de fato estiver acontecendo, Bolsonaro precisará pôr em prática tudo o que aprendeu em seu tempo de militar e colocar ordem na casa, caso contrário, a mídia não perdoará.

Você gostou desse conteúdo? Nós temos muito mais! Siga e compartilhe a página do Cointimes para se manter atualizado com os conteúdos mais relevantes. Estamos em todas as mídias sociais também: FacebookTwitterInstagram e Telegram

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br