A Security Exchange Comission – SEC, uma espécie de Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, conseguiu barrar na justiça a distribuição da criptomoeda do Telegram


Veja mais sobre essa história:


O aplicativo de mensagens Telegram, que em 2018 fez uma oferta de inicial de moedas (ICO) de US$1,7 bilhão para lançar sua criptomoeda, está com sérios problemas judiciais nos Estados Unidos.

Uma recente decisão do tribunal do Distrito de Nova York nos Estados Unidos, movida pela SEC, conseguiu impedir a distribuição dos tokens da criptomoeda do Telegram.

“A novidade neste caso, e na reclamação da SEC, é a alegação de que os compradores do acordo de pré-venda são subscritores. Em outras palavras, eles são alegadamente parte do esquema de vender tokens ao público”, afirmou Van. Valkenburgh, diretor do Coin Center.

O Telegram é acusado de fazer uma oferta irregular, sem autorização do órgão responsável.

Telegram vai recorrer

Apesar da decisão negativa, o Telegram vai recorrer.

Contudo, é muito provável que ele saia perdedor dessa batalha judicial. Então, nesse caso, o app de mensagem terá que devolver os valores de cada investidor.

Dito isto, vale lembrar que a decisão final do processo poderá levar meses. Portanto, o Telegram terá um bom tempo para se preparar.