Breaking News  
Tesla chegou na China: hora de comprar ações TSLA ou não? Mercado

Tesla chegou na China: hora de comprar ações TSLA ou não?

A fabricante norte-americana de carros elétricos Tesla, anunciou nesta sexta-feira que vai começar a receber pedidos da China.

Cointimes
Cointimes

Depois de ganhar uma posição significativa nos Estados Unidos, a empresa americana de carros elétricos Tesla Inc. pretende acelerar as vendas globais com foco na União Européia e na China.

Após as questões comerciais entre Washington e Pequim, a Tesla adotou uma estratégia inteligente para garantir que continue presente no país mais populoso do mundo.

A empresa inaugurou sua primeira fábrica de Gigafactory na China e reduziu seus preços para manter sua posição lucrativa no país.

O que é a Tesla?

A Tesla é uma empresa de carros elétricos e não foi fundada pelo Bilionário Ellon Musk, que sem dúvidas é a figura mais famosa por trás da empresa e dos carros nos dias atuais

A Tesla nasceu em 2003 e veio de uma conversa entre os amigos Martin Eberhard e Marc Tarpenning. Antes disso, em 97, eles abriram a NuvoMedia, startup que inovou e trouxe um dos primeiros eReaders do mercado, o Rocket. Em 2000, ela foi avaliada e vendida por 187 milhões de dólares e eles partiram para outro mercado: o de carros elétricos.

Fundadores da Tesla

Elon Musk chega em um momento da empresa que parte financeira também não ia bem. Ele entrou como o primeiro capital da Tesla, de 7,5 milhões de dólares em 2004 e se tornou presidente e posteriormente CEO.

Desempenho passado

Os problemas de Tesla estão se acumulando. Em janeiro, a fabricante de carros elétricos perdeu 7% de seus trabalhadores, viu um de seus maiores investidores reduzir sua participação e relatou uma mescla de resultados.

Então, nos últimos minutos de seus resultados, na quarta-feira, o executivo-chefe Elon Musk lançou a bomba – o diretor financeiro da empresa estava se aposentando apenas dois anos depois de voltar ao negócio.

A inesperada saída de Deepak Ahuja é a mais recente de vários acontecimentos que ruiu o volume de negócios administrativos da montadora de carros elétricos.

Depois de resolver os problemas iniciais de produção do modelo 3, a Tesla conseguiu gerar caixa suficiente até o final do ano passado para sustentar seu balanço e evitar a ameaça de um pagamento de US $ 920 milhões em títulos conversíveis.

O sólido final de Tesla até 2018 marcou a continuação de seu surpreendentemente forte desempenho no terceiro trimestre.

Depois de finalmente superar alguns dos problemas de produção persistentes em seu Modelo 3, a empresa desfrutou de um aumento de margem favorável – mas temporário.

Os primeiros compradores do Model 3 estavam dispostos a pagar muito mais do que os US$ 35 mil que Musk definiu como preço base para o carro, permitindo que a empresa alcançasse uma margem bruta muito forte de mais de 20% no carro em cada um dos carros vendidos.

Expansão na China

A empresa sediada na Califórnia fez um acordo com o governo chinês para ficar no país por 50 anos.

Como parte da aquisição, foi oferecido ao fundador e CEO da Tesla, uma residência permanente na China, conforme relatado pelo Daily Mail.

Atualmente, a Tesla exporta todos os carros de sua fábrica na Califórnia para a China, mas a empresa está agora no processo de construção de uma fábrica em Xangai, onde na primeira fase produzirá baterias e Modelo 3.

Segunda fase será a fabricação do próximo modelo Y, um SUV construído na plataforma do Model 3, completando o plano de nomes de Elon Musk de ‘S3XY’.

“Precisamos trazer a fábrica de Xangai online. Eu acho que essa é a maior variável para chegar a mais de 500.000 por ano ”, disse Elon Musk, proprietário da Tesla, à CNBC . “Nosso carro é muito caro para levar para a China. Temos direitos de importação, temos custos de transporte, temos custos de mão-de-obra mais altos aqui. E nunca fomos elegíveis para nenhum dos créditos fiscais”.

“Muitas pessoas criticam Tesla por ser tão dependente de rodadas de investimentos. Na verdade, para uma empresa que faz EVs, temos menos acesso a incentivos. É muito louco. Porque há tantos países que colocam os limites de preços no incentivo EV que afeta a Tesla. E na China, que é o maior mercado de veículos elétricos, nunca tivemos subsídios ou incentivos fiscais para veículos.”

A empresa confirmou que os clientes chineses estão agora autorizados a fazer pedido do modelo 3, que o completo deve custar 433.000 Yuan Chinês ($ 64,300.56), com o mais barato a partir de 243.000 CNY (US $ 35.950).

Enquanto isso, as ações da Tesla, Inc parecem estar em boas previsões de estoque a longo prazo.

Analistas dizem que a Tesla pode ser uma opção de investimento rentável. Com um investimento de 5 anos, espera-se que a receita fique em torno de + 51,83%. O investimento atual de US $ 100 pode chegar a US $ 151,83 em 2024.

Conteúdo traduzido do Coinspeaker

Cointimes
Cointimes

Cointimes é um portal de conteúdo sobre a nova economia que está mudando o mundo. Aqui é um espaço aberto que busca ajudar a mudar a vida das pessoas através do conhecimento sobre blockchain, criptomoedas, educação financeira, investimentos, aplicações descentralizadas, inovação e empreendedorismo digital.

O Cointimes utiliza cookies com o objetivo de melhorar sua experiência em nossa página web e adaptar o conteúdo para torná-lo mais útil e acessível. Para mais informações, consulte a nossa política de cookies.