E a história se repete: ontem, relatamos sobre uma transação que enviou US$ 133 e pagou meros US$ 2 milhões de taxa de Ether (aprox. 10 mil ETH). Dessa vez, um usuário enviou 350 ETH (US$ 86.400) e pagou 10.668 (US$ 2,6 milhões) em taxas de transação.

A transação é armazenada no bloco 10.241.999 minerada pela pool da Ethermine, e apesar de enviar uma quantia superior de Ethers, a carteira (que é igual a da matéria de ontem) pagou exatamente o mesmo valor de taxas novamente.

Transação no blockchain do Ethereum
Transação no blockchain do Ethereum, com taxa de transação de US$ 2.5 milhões ou 10.660 ETH.

O pagador da taxa em Ether ainda tem pelo menos 26 mil ETH em sua carteira, de acordo com a Etherchain.

Ether endereço
Carteira ainda possui 26.655 ETH (em torno de US$ 6 milhões), segundo dados da Etherchain

Além disso, em resposta ao caso, a Bitfly (dona da Ethermine) comentou no Twitter que “acredita que o caso foi um acidente, e para resolver o problema o responsável pela transação deve nos contatar imediatamente”.

“Uma possível explicação poderia ser uma mistura no código bot entre o valor enviado e o preço do gás. Esse remetente costumava enviar uma transação a cada 1 minuto, então isso não parecia um operador humano.

Pode ser algum tipo de bot de negociação, para alguma exchange, repetindo a mesma operação”.

Alex Manuskin, pesquisador de blockchain na carteira ZenGo, ao TheBlock

Por fim, Vitalik Buterin, co-fundador do Ethereum, disse em tweet que “isso é definitivamente um erro.

Espero que o EIP 1559 diminua a frequência e reduza isso drasticamente ao remover a necessidade de usuários de colocarem as taxas manualmente”.

A EIP 1559, se aprovada, pode mudar como a rede Ethereum lida com as taxas. A ideia básica é permitir que o bloco cresça à medida que existe demanda, mas isso só pode acontecer se blocos anteriores tiverem espaço sobrando.

Como resultado, o blockchain não cresceria tanto e a rede poderia lidar melhor com momentos de congestão. Além disso, sem congestão, não há razões para os usuários enviarem taxas maiores, diminuindo a necessidade do ajuste de taxas.