O mercado de stablecoin continua vendo um crescimento explosivo este ano, atingindo altas recordes. As descobertas revelam que a oferta total de todas as stablecoins superou a marca de US$ 11 bilhões, dobrando seu valor desde fevereiro.

Crescimento de 100% em 4 meses

O valor de mercado para as stablecoins estava um pouco acima de U$ 5 bilhões em janeiro e o número cresce para US$ 5,65 bilhões em fevereiro. Após o banho de sangue no mercado de criptomoedas em 12 de março, a oferta de stablecoin registrou um crescimento sem precedentes, chegando a US$ 10,4 bilhões em maio.

De acordo com dados do Stablecoinindex da Messari, pela primeira vez, o valor total dos ativos para todas as stablecoins ultrapassou US$ 11,28 bilhões, representando um crescimento de 100% em quatro meses.

Tether USDT destrona XRP

Como esperado, o principal stablecoin Tether (USDT) é responsável por grande parte do crescimento do mercado. Os dados sugerem que o USDT controla cerca de 87% da oferta total do mercado de stablecoin.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Na segunda semana de fevereiro, o valor de mercado da Tether era de apenas US$ 4,66 bilhões, representando 82% da participação de mercado. O emissor do stablecoin iniciou sua onda de impressão após o crash de março.

O Tether Treasury cunhou até 1,6 bilhão de tokens em abril e 480 milhões de tokens na primeira semana de maio.

Com seu ativo atualmente avaliado em US$ 9,88 bilhões, de acordo com o Stablecoinindex, o USDT se tornou a terceira maior criptomoeda do mundo, destronando o XRP pela primeira vez.

Se o Tether continuar essa corrida parabólica, poderá ameaçar a posição de Ether como o segundo maior criptoativo em termos de capitalização de mercado.

Outras grandes stablecoins que registraram um crescimento significativo nos últimos quatro meses são TrueUSD (TUSD), Paxos (PAX), USD Coin (USDC) e DAI.

O USDC da Circle controla a segunda maior fatia do mercado de stablecoin, com seu valor total em 732 milhões, o que representa cerca de 7% do mercado.

Razão para se preocupar?

Como os emissores de stablecoin, especialmente o Tether, continuam imprimindo mais tokens, os membros da indústria de criptomoedas estão especulando se é ou não um motivo para se preocupar.

Independentemente disso, um estudo recente de abril argumentou que a emissão de mais stablecoins não inflaciona ou afeta diretamente os preços dos mercados de criptomoedas.

O especialista da indústria e co-fundador da Blockstream, Adam Back, também observou que não há razão para se preocupar porque o USDT é apenas combustível, além de que o suprimento total pode ser maior.

Oportunidades para o Brasil?

Recentemente, nós ganhamos uma nova stablecoin lastreada ao valor do Real Brasileiro: a CryptoBRL. Ela serve para nos representar no mercado de transações digitais das criptomoedas, como você pode ver abaixo:


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!