Alguns nigerianos planejam continuar usando bitcoin e outras criptomoedas, apesar de uma diretiva emitida pelo Banco Central da Nigéria na semana passada ordenando que os bancos fechassem contas de pessoas associadas a criptomoedas.

Não há como parar a criptomoedas, é o futuro e não vamos permitir que alguns velhos tolos tirem nosso futuro de nós. Somos nigerianos e usar criptomoedas é uma forma de sair da pobreza para os jovens, disse um usuário de bitcoin nigeriano anônimo ao CoinDesk.

Na semana passada, o Banco Central da Nigéria ordenou que os bancos fechassem contas associadas a criptomoedas. Mas isso não será suficiente para parar o comércio na Nigéria. 

Em resposta à diretriz do Banco Central, os bancos cortaram rapidamente os laços com empresas de criptomoedas, como a exchange Binance e o aplicativo de pagamentos Bundle, que parou de aceitar depósitos.

Alguns usuários de criptomoedas nigerianos não estão satisfeitos com a diretiva e disseram que planejam continuar usando criptomoedas usando métodos que são mais difíceis de se rastrear.


Quer ganhar Bitcoins?
A gente te ajuda nisso.
Abra uma conta grátis!


 

Ponto a ponto

Alguns usuários acreditam que podem contornar as medidas deixando de utilizar as exchanges centralizadas. 

Bitcoin é peer-to-peer, o que significa que pode ser negociado sem intermediários. Seu banco pode encerrar sua conta, mas ninguém pode encerrar sua carteira bitcoin. Este desenvolvimento, embora preocupante, não será o fim do bitcoin na Nigéria, disse o contribuidor nigeriano do Bitcoin Core Tim Akinbo no Twitter.

Bolsas como a Binance foram afetadas porque os parceiros de pagamento que armazenam o naira não estão mais dispostos a negociar com eles devido à diretiva, colocando uma pausa indefinida nos depósitos de naira.

Mas existem alternativas, ainda é possível que os usuários recorram a vendedores p2p ou exchanges descentralizadas para realizar o câmbio, apesar da atividade ser dificultada pelas medidas do governo.

A maioria das pessoas retornará às transações [peer-to-peer], algumas irão alavancar várias alternativas que conectam criptomoedas a sistemas financeiros legados, como Visa ou Mastercard. A maioria simplesmente usará as criptomoedas como um ativo de reserva de escolha. […] Muitas atividades também se tornarão clandestinas ou subterrâneas, disse o desenvolvedor e educador de criptomoedas Chimezie Chuta.

Ele acrescentou que planeja usar “canais alternativos” para continuar fazendo parte da comunidade de criptomoedas.

A cripto exchange Bundle fez um comentário semelhante em um comunicado aos seus clientes sobre a mudança para “canais alternativos” para garantir que eles ainda possam comprar e vender criptomoedas. O e-mail informa que a exchange fornecerá mais informações sobre como isso funcionará nos próximos dias. 

Um erro?

O Banco Central do país listou várias razões pelas quais considera as criptomoedas perigosas e observou que outros bancos centrais e instituições financeiras internacionais alertaram contra seu uso. 

Todos eles fizeram pronunciamentos semelhantes com base nos riscos significativos que as transações em criptomoedas pressagiam – risco de perda de investimentos, lavagem de dinheiro, financiamento do terrorismo, fluxos de fundos ilícitos e atividades criminosas, diz a carta.

Fontes na Nigéria discordam, argumentando que os regulamentos são um erro.

O fato de o Banco Central ter enviado este memorando polêmico a bancos e outras instituições financeiras sem dar aos participantes da indústria e às partes interessadas uma oportunidade de diálogo mostra o quão pouco eles sabem sobre o blockchain na Nigéria e o ecossistema de criptomoedas, disse Chuta. 

Ele argumentou que os nigerianos deveriam ter uma escolha sobre em quais ativos eles investem, especialmente porque o valor da naira se deprecia com o tempo e os usuários podem querer usar o bitcoin como uma proteção contra essa inflação contínua. Ele disse que muitos nigerianos estão usando o comércio de criptomoedas para estudar, milhares de novos negócios e empregos estão sendo criados.

O fato é que essa diretriz é imprudente, arcaica, retrógrada, insensível e [cheira] a superstição primitiva, acrescentou.

Um usuário chegou a dizer que pretende deixar o país caso a diretriz seja mantida:

Os sistemas descentralizados são difíceis de banir. Mas, quanto a mim, estou esperando por mais diretrizes e então posso escolher minhas posições. Mas colocar uma proibição em primeiro lugar é muito ruim. Eu não gosto da Nigéria. Se for para ser totalmente proibido, vou encontrar uma maneira de deixar a Nigéria.

Leia mais: Conheça a Segunda Bolsa de Valores, onde bilionários como Elon Musk estão impulsionando seus ganhos


BitPreço, o maior marketplace da América Latina. Compare os preços das principais exchanges do Brasil e mundo, e compre Bitcoin, Ethereum e USDT pelo melhor preço sempre.

Crie sua conta grátis agora!