As impressoras de dinheiro parecem estar a todo vapor. Considerando todas as unidades do dólar americano desde o início da história da moeda, apenas este ano foram criados 22% de toda a oferta da moeda.

Os dados disponibilizados pelo Federal Reserve Economic Data (FRED) mostram que a oferta monetária cresceu mais acentuadamente em momentos de crise financeira, destacadas no gráfico abaixo em cinza.

Gráfico da oferta monetária nos Estados Unidos. Fonte: Fred.
Gráfico da oferta monetária nos Estados Unidos. Fonte: Fred.

Porém, o acelerado ritmo que estamos vendo durante a crise de 2020 não tem precedentes na história. E o governo americano confirma mais um auxílio emergencial, com o início das eleições chegando e o presidente Donald Trump mudando de ideia rapidamente.

Enquanto Trump dizia que não negociaria com os democratas por um estímulo que ultrapassava os 2 trilhões de dólares, ao final do mesmo dia (6/10) ele estava pedindo pressa para que um auxílio de US$ 1.200 fosse imediatamente aprovado.

Alter - Criptoback

Só depois dessa repentina mudança de opinião que o mercado voltou a reagir positivamente, acompanhando a oferta monetária dos EUA.

Correlação do mercado de ações dos EUA com a oferta monetária do país. Fonte: Fred.
Correlação do mercado de ações dos EUA com a oferta monetária do país. Fonte: Fred.

O índice Wilshire 5000 mostra a movimentação de todas as ações negociadas em bolsa nos Estados Unidos. E as novas medidas de injeção de liquidez na economia parecem jogar o mercado financeiro para cima, embora os níveis de desemprego continuem altos.

Mas segundo o Neel Kashkari, o presidente do Fed de Minneapolis, não existem motivos para preocupações, pois “o Fed tem dinheiro infinito“. No entanto, o risco de consequências nefastas para a economia aumenta proporcionalmente a quantidade de moeda fiduciária circulante.

O economista Peter Schiff, conhecido por prever a crise de 2008, alertou que enquanto muitas pessoas desejem o auxílio emergencial, ele seria a última coisa que o país precisa.

Alter - Criptoback

“A América nunca será grande enquanto sua economia ‘de bolha’ se apoiar em estímulos falsos. O único estímulo real são taxas de juros mais altas e grandes reduções nos gastos e regulamentações do governo.”, disse ele.

A criação desenfreada de papel moeda não produz riqueza de fato, apenas adia o problema aumentando a dívida pública e redistribui poder de compra de acordo com interesses políticos. O poder centralizado que o Estado possui de decidir quem deve ficar mais rico ou pobre é o motivo para cada vez mais pessoas escolherem o Bitcoin como reserva de valor.

Quais serão de fato as consequências dessa aceleração na emissão de moeda? Deixe sua opinião na seção de comentários abaixo. 


Invista em criptomoedas com segurança, alta liquidez e as menores taxas do mercado.

NovaDAX: a exchange mais completa do Brasil com mais de 25 criptomoedas listadas e a melhor nota de atendimento ao cliente.

Conheça novadax.com.br