Enquanto alguns aproveitam para realizar alguns lucros vendendo bitcoin, a criptomoeda pode estar se preparando para sua corrida mais significativa de todos os tempos. Um popular analista deu cinco razões pelas quais o BTC poderia continuar subindo.

O popular criador de conteúdo para criptomoedas DataDash acredita que o Bitcoin acaba de entrar em um ciclo de alta de longo prazo. Ele baseou sua opinião em vários fatores, incluindo o famoso modelo de taxa de escassez, a crescente mentalidade de ‘hodling‘ dos investidores e a emissão de novas moedas.

Padrões semanais e mensais apontam para alta

De acordo com Nicholas Merten, o nome por trás do canal DataDash, o desempenho recente do Bitcoin solidifica uma próxima corrida de touros. Ele começou examinando um nível de resistência de quase três anos que partiu da máxima histórica em dezembro de 2017.

O BTC não conseguia fechar acima dele no gráfico semanal desde 2017, mas conseguiu fazê-lo esta semana. Merten classificou-o como um “momento importantíssimo para o Bitcoin. Mesmo em um período semanal, estamos adotando um padrão de alta.”

bitcoin superando uma resistência importante
Reprodução: Youtube.

Merten também observou um prazo ainda maior – o gráfico mensal. Ele argumentou que o Bitcoin não se move em ciclos de quatro anos entre cada halving, como a maioria acredita. Em vez disso, o preço do ativo segue os ciclos de expansão.

O primeiro ciclo desse tipo ocorreu por volta de 2010, quando “começamos a obter dados reais de preços, volume real e as primeiras grandes exchanges começaram a listar o Bitcoin”. Foram onze meses. No entanto, cada ciclo a seguir tem sido cerca de um ano maior (11 a 13 meses), daí o nome – ciclos de expansão.

O segundo começou em outubro de 2011 e terminou em novembro de 2013, e o terceiro ciclo finalizado terminou em dezembro de 2017, quando o BTC atingiu seu recorde histórico de quase US$ 20.000.

O ciclo em que o Bitcoin está atualmente começou no final do mercado de urso em 2019. Seu tempo estimado de conclusão é “algo em torno de novembro de 2022”.

“Se dermos uma olhada no gráfico logarítmico, quando temos a resistência da linha que está se curvando ao longo do tempo, é mais ou menos em torno de US$ 100.000” – observou Merten.

bitcoin em escala log
Gráfico do preço do bitcoin em escala logarítimica. Reprodução: Youtube.

Modelo de taxa de escassez

Merten também abordou o famoso modelo de estoque para fluxo (S2F). O estoque representa o tamanho dos estoques (ou reservas) existentes, enquanto o fluxo é o suprimento anual de BTC no mercado. A teoria é de que o preço tende a seguir o S2F.

Como o halving a cada quatro anos reduz a criação de novos bitcoins pela metade, a relação estoque/fluxo do BTC prevê que o preço do ativo pode subir para US$ 100.000 em alguns anos.

Após o terceiro halving de maio, muitas pessoas começaram a criticar o modelo porque o preço do BTC não reagiu imediatamente. No entanto, Merten apontou que, historicamente, o ativo tem demorado cada vez mais para seguir o padrão, pois os ciclos estão ficando mais longos.

“Ao olharmos para os halvings anteriores, podemos ver que recebemos cada vez mais uma resposta atrasada aqui. Durante o ciclo anterior, foi apenas depois de novembro de 2017 – um mês antes do topo histórico – que o preço finalmente ficou acima da linha vermelha – o “valor justo” do Bitcoin, de acordo com o modelo de taxa de escassez.”

modelo de taxa de escassez
Modelo de taxa de escassez (S2F). Fonte: lookintobitcoin

Ondas de Hodling

O aumento da mentalidade de HODLing dos investidores de Bitcoin é outro indicador que pode sugerir um aumento do preço do ativo. A onda HODL de mais de um ano que rastreia o número de bitcoins que estão estacionários há pelo menos um ano está em uma nova máxima histórica, como mostra o gráfico abaixo.

1Y+ HODL Wave
Ondas de HODL. Fonte: lookintobitcoin

Cerca de 62% de todos os bitcoins não foram movidos em um ano ou mais. Merten destacou a importância disso para o preço, pois implica que as pessoas estão mais aptas a guardar suas moedas do que realmente gastá-las ou vendê-las.

“À medida que mais e mais pessoas, por exemplo, grandes players como a Grayscale ou outros diferentes quadros institucionais, começando a obter mais bitcoins, começa a chegar ao ponto em que não há muita liquidez de Bitcoin disponível no mercado.”

O múltiplo Puell

A métrica de Puell divide o valor em dólar da emissão diária de BTC (número de moedas recém-cunhadas adicionadas ao ecossistema pelos mineradores) e a média móvel de 365 da emissão diária.

Segundo Merten, ele prevê altos e baixos de preços com bastante precisão. E, como está atualmente em uma posição relativamente baixa, pode solidificar que o BTC ainda está subvalorizado.

múltiplo de Puell gráfico
O múltiplo de Puell. Fonte: lookintobitcoin

Por fim, todos esses fatores apoiam a narrativa de que o Bitcoin está realmente caminhando para uma massiva corrida de touros, explicou Merten.

“Quando você tem uma redução na oferta disponível de Bitcoin devido ao halving, bem como uma demanda aumentada, pois seu preço continua a atingir em níveis mais altos e à medida que mais pessoas começam a se apegar ao Bitcoin, você obtém esses ciclos muito poderosos nos quais você tem múltiplos enormes no preço da BTC.”

Esse artigo é apenas informativo e não busca fazer recomendação de investimento.