O Stablecoin Supply Ratio  (SSR) do Bitcoin está atingindo novos mínimos à medida que mais dinheiro flui para as stablecoins e esse é um movimento que pode repercutir no preço do BTC a curtíssimo prazo.

O Bitcoin Supply Ratio é uma métrica que mostra a relação entre a oferta de dinheiro no Bitcoin e a oferta de stablecoins. E o mais interessante dessa métrica é que ela tem a possibilidade de mostrar teoreticamente o potencial de entrada de capital no bitcoin.

Isso significa que quanto menor o Supply Ratio, maior o potencial de entrada de capital no bitcoin.

Veja que no gráfico acima o SSR caiu enormemente em março, quando o preço do bitcoin derreteu e chegou a bater US$ 3 mil em algumas corretoras. A queda resultou na migração de muito capital para as stablecoins, aumentando o volume delas para recordes históricos.

Atualmente, segundo dados da Glassnode, para cada dólar em bitcoin há 6,5 centavos de dólar em stablecoins. Se em teoria todo o dinheiro das stablecoins fossem para o btc, então, o marketcap teria um acréscimo de pelo 6,5% ou até mais devido a pressão nos preços.

Contudo, boa parte dessas stablecoins estão no blockchain do Ethereum e agora elas podem ser usadas para compras também de altcoins ou até mesmo como colateral com aplicativos DeFi. 

Recentemente, o movimento DeFi atraiu muitos investidores que estavam com capital em BTC e USD parados.

Esse é um movimento que tomou força em 2017 com a saída do Tether do blockchain do Bitcoin e está levando a uma diminuição na dominância do BTC. 

“… podemos estar vendo a adoção de uma nova maneira de armazenar riqueza em dólares. Os movimentos de preço do Bitcoin nas próximas semanas podem lançar mais luz sobre onde esses stablecoins estão indo, se eles se moverem.”, disse a Glassnode

Veja também: Dominância do Bitcoin cai enquanto DeFi ganha popularidade