Coingoback

Entre 2020 e 2021 diversas empresas começaram a comprar bitcoin como uma maneira de se proteger de uma possível inflação monetária, isso inundou com montanhas de dinheiro o primeiro criptoativo que ganhou fundos aportando bilhões, milionários e bilionários adquirindo a criptomoeda. Agora, um novo ativo digital está na mira das empresas e investidores institucionais.

No começo desta semana, a fintech canadense Mogo anunciou que comprou 146 ethers (ETH) pelo preço médio de US$ 2.780. A empresa afirmou que pretende manter pelo menos 5% de seu balanço em criptoativos.

E esse não é a primeira vez que a empresa se aventura no mercado de criptomoedas, anteriormente a Mogo comprou 19,99% da plataforma de ativos digitais canadense Coinsquare.

Para o presidente e CFO da Mogo, Greg Feller, a compra de ethereum e investimentos anteriores em bitcoin refletem a crença da companhia no “potencial de longo prazo da tecnologia blockchain e sua posição como um componente central de uma plataforma de tecnologia financeira de próxima geração”.

Mas não é só ela que está investindo em ether, a gigante chinesa Meitu adquiriu 15 mil unidades da criptomoeda por US$22 milhões no começo de março deste ano, ela já havia comprado 379 bitcoins por US$17,9 milhões.

Qual o racional por trás desse investimento?

A ideia de uma empresa alocar dinheiro fiat em criptoativos poderia parecer loucura há 10 anos, contudo, com a impressão de dinheiro dos Bancos Centrais, desvalorização das moedas fiats perante os novos ativos, fica cada vez mais claro que as criptomoedas são uma proteção contra estes riscos para o caixa das empresas.

A ideia é de que o valor desses ativos cresça tanto ou mais do que a desvalorização estatal. O bitcoin, por exemplo, foi eleito o melhor investimento da década e seu preço subiu mais do que a inflação e o debasement da moeda estatal em 24.000% desde 2008.

Valorização do bitcoin perante crescimento da base monetária dos EUA
Valorização do bitcoin perante crescimento da base monetária dos EUA

E qual a ideia por trás do ether? 

O ether é o principal ativo do Ethereum e essencial para seu funcionamento. O ativo digital é menos parecido como ouro e mais com o petróleo digital para o mercado financeiro. Com o ether você consegue rodar contratos inteligentes, exchanges descentralizadas, pools de liquidez e uma miríade de aplicações descentralizadas. 

Esse petróleo digital ficará mais escasso nos próximos anos, devido a uma atualização que queimará ether para cada transação. Além do mais, o equivalente a US$3 bilhões em ether estão presos no Ethereum 2.0, uma atualização gigantesca do protocolo. 

O upside do ether parece maior que o do bitcoin, aliás, nos últimos 12 meses o “petróleo” digital subiu 1520%, enquanto o ouro digital “apenas” 517%. Se parte da nossa economia migrar para as engrenagens do blockchain, então faz sentido comprar o petróleo que vai movê-la. 

Compre e venda Bitcoin e outras criptomoedas na Coinext
A corretora completa para investir com segurança e praticidade nas criptomoedas mais negociadas do mundo.
Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br