O criador da Luna e da stablecoin descentralizada UST, Do Kwon, explicou em uma conversa recente no Twitter Spaces que estaria criando um fundo de reserva de US$3 bilhões em Bitcoin para assegurar o valor da UST.

Atualmente, a TerraUSD (UST) é a 14ª maior moeda digital do mercado e tem o seu valor atrelado ao dólar com a ajuda da Terra (LUNA). No entanto, os próprios criadores desse ecossistema e seus entusiastas assumem que o lastro da stablecoin UST é frágil.

Para reforçar as bases do cripto dólar do ecossistema Terra, Kwon afirmou que iria comprar US$3 bi em Bitcoin (BTC) para se tornar um lastro alternativo para a UST, e a maior parte desse valor ainda não tinha sido comprado.

Possível ciclo da morte para a Luna e UST

Embora a criptomoeda LUNA tenha mostrado um crescimento incrível no mercado cripto, alcançando máxima histórica nas últimas semanas, os críticos afirmam que suas bases podem tremer a qualquer momento. Uma espécie de “corrida bancária” poderia chegar à UST e afundar o preço dessa criptomoeda.

Outras “stablecoins algorítmicas” como a UST já falharam no passado, enfrentando o temido “espiral da morte”. No caso da UST, ele poderia ocorrer da seguinte forma, como demonstrado por José Maria Macedo no Twitter:

(1) O preço da LUNA cai por conta de um bear market das criptomoedas (ou qualquer outro motivo); (2) Detentores de UST temem uma quebra do lastro de US$1 do ativo e vendem; (3) Mais LUNA é cunhada, levando a quedas ainda mais profundas no preço.

É exatamente para evitar um cenário como esse que os desenvolvedores da Terra (LUNA) discutem um lastro adicional, que poderia até ser em Ether (ETH), mas Do Kwon explicou que Bitcoin (BTC) era um ativo mais “neutro”. Uma competição entre as plataformas de contratos inteligentes poderia fazer o ETH perder espaço, disse o criador da Luna.

Stablecoin com lastro em BTC?

A ideia da próxima atualização da Luna e UST é adicionar um caixa bilionário de bitcoin, que serviria como um apoio secundário para a stablecoin, minimizando os riscos de um espiral da morte.

UST BTC
… (3) UST é resgatado por BTC, diminuindo o impacto na cotação da LUNA; (4) Menos LUNA é cunhada, mitigando o espiral da morte.

O resgate em bitcoin ainda não é feito automaticamente, já que Do Kwon disse que os bitcoins ficarão parados em uma carteira multi-assinatura, por enquanto. E além disso, uma segunda preocupação pode estar na capitalização de mercado de US$ 15 bilhões da TerraUSD, enquanto o tesouro bitcoiner será inicialmente de US$ 3 bilhões.

Também é discutido um spread de 1 ou 2% no resgate em Bitcoin (o vendedor de TerraUSD recebe apenas 99 ou 98 centavos de dólar em BTC por cada UST), tanto para reforçar o próprio tesouro quanto para manter a LUNA como principal base da stablecoin.

Ainda são muitos os riscos envolvidos na dinâmica dessa stablecoin, mas definitivamente é um avanço no conceito de ativo digital estável e descentralizado. São territórios ainda não explorados e ainda existem riscos do tesouro em bitcoin ser consumido por completo e não evitar o espiral da morte.

Por outro lado, poderemos ver uma stablecoin mais segura no mercado de criptomoedas com um rápido crescimento enquanto coloca pressão compradora bilionária no Bitcoin (BTC), elevando seus preços para novos patamares.

Leia mais:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.