Em uma carta endereçada à Eva Kaili, membro do parlamento europeu e defensora de criptomoedas, o presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, apresenta suas opiniões sobre as criptomoedas.

Segundo a carta, o Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC) está monitorando a evolução do setor financeiro e, aparentemente, tem uma abordagem de mente aberta às novas tecnologias que se alinham aos seus objetivos.

“Melhorias críticas da abordagem do Banco Central em relação a criptomoedas e stablecoin Libra. Presidente do BC Mario Draghi respondeu a Eva Kaili e reconhece o potencial futuro como meio de pagamento, mantendo a mente aberta para a utilidade de um cripto-Euro”

Uma stablecoin está sendo considerada

Draghi observa que os ativos digitais e as stablecoins estão atualmente sob investigação por seu potencial em “política monetária, segurança e eficiência de pagamentos e estabilidade do sistema financeiro”.

Além disso, Draghi menciona a Libra como um novo arranjo de stablecoin que tem potencial de adoção devido ao apoio de grandes empresas de tecnologia.

Até o momento, parece que o Banco Central Europeu considera que as stablecoins são de uso limitado em determinadas áreas, aparentemente devido à maneira como elas são projetadas atualmente.

No entanto, Draghi observou que, dado o ritmo acelerado da inovação no espaço e a evolução dos modelos de negócios com stablecoins, essa situação pode ser diferente no futuro.

Além disso, Draghi também esclarece as visões do grupo de trabalho do G7 sobre a questão das stablecoin, observando que o G7 está ciente dos desafios atuais em pagamentos transfronteiriços e acesso a serviços de pagamento – reconhecendo que as stablecoins tiveram um papel importante, trazendo à tona esses desafios.

A carta conclui destacando os pontos de vista dos bancos no Sistema Europeu de Bancos Centrais (SEBC), observando que eles são receptivos às questões políticas que os stablecoins levantaram nos últimos tempos.

Cripto-Euro pode estar próximo

Além disso, o SEBC está investigando ativamente a possibilidade de lançar uma versão digital do euro ao público em geral. Esclarecendo que já tem a tecnologia necessária, mas ainda estão considerando “sua utilidade em termos de custos e benefícios para o público”. 

Além disso, o SEBC já está implementando novas tecnologias para ajudar na liquidação mais rápida e em pagamentos transfronteiriços, como o TARGET Instant Payment Settlement Service (TIPS).

Draghi deve ser substituído por Christine Lagarde como presidente do Banco Central Europeu em 1º de novembro de 2019. Não sabemos como essa mudança afetará como o Banco Central Europeu continuará com suas pesquisas no futuro.

Fonte: beincrypto.