O Reino Unido será o primeiro país europeu a financiar diretamente suas dívidas imprimindo mais dinheiro.

A medida permite que o governo não precise mais emitir dívidas para pagar os subsídios da Covid-19, como programas para retenção do emprego e outras tantas medidas.

Efetivamente isso significa que o governo poderá imprimir infinitamente, permitindo que os políticos gastem como se não houvesse amanhã.

Veja também: “Não se preocupe, o FED tem dinheiro infinito“.

Bancos centrais agindo em conjunto

A medida acontece quase que no mesmo momento que o FED anuncia outra injeção de US$2,3 trilhões na economia norte-americana.

Conforme já confirmado por Jerome Powell (presidente do FED), os Bancos Centrais de todo o mundo estão agindo em conjunto nessa crise.

Ou seja, podemos esperar medidas parecidas em outros países logo mais.

A situação no Brasil

Até o momento, o governo brasileiro utilizou da diminuição da reserva fracionária para injetar cerca de R$68 bi na economia e aumentou sua dívida para financiar os programas de resgate.

Contudo, medidas como confisco de dinheiro e impressão descontrolada estão sendo preparadas como plano reserva.

Bitcoin continua com sua política monetária sólida

Utilizando de algorítimos, o Bitcoin continua com sua política monetária sólida, emitindo a cada ~10 minutos 12,5 bitcoins.

Entretanto, diferente das moedas dos Bancos Centrais, o Bitcoin terá sua emissão reduzida para 6,25 moedas a cada 10 minutos no próximo mês.