Bill Gates anunciou sua renúncia da Microsoft e da Berkshire Hathaway para se dedicar mais nas atividades filantrópicas, incluindo saúde, educação e enfrentamento das mudanças climáticas.

Veja também: Edward Snowden sente que o momento é bom para comprar Bitcoin

Microsoft sem Bill Gates

Gates, que completará 65 anos neste ano, ajudou a fundar a Microsoft em meados da década de 1970. A empresa de software cresceu para iniciar a revolução da computação pessoal, introduzindo o que hoje é considerado a Era Digital.

Pouco antes da virada do século, ele transformou a Microsoft em um componente Dow Jones Industrial Average, onde permaneceu por duas décadas como um indicador líder da indústria para o mercado mais amplo.

Ele também é conhecido por ser uma das pessoas mais ricas do mundo. Seu patrimônio líquido está acima de US$ 110 bilhões. “Com relação à Microsoft”, escreveu Gates em nota de 13 de março de 2020, “deixar o conselho de forma alguma significa afastar-se da empresa.”

“A Microsoft sempre será uma parte importante do trabalho da minha vida e continuarei envolvido com Satya e a liderança técnica para ajudar a moldar a visão e atingir os objetivos ambiciosos da empresa. Sinto-me mais otimista do que nunca com o progresso que a empresa está fazendo e como ela pode continuar a beneficiar o mundo.”

Em 2004, Gates ingressou no conselho da lendária empresa financeira Berkshire Hathaway, consolidando sua amizade de longo prazo com Warren Buffett. “A liderança das empresas Berkshire e da Microsoft nunca foi tão forte, então é a hora certa de dar esse passo”, assegurou Gates.

“Servir no conselho da Berkshire foi uma das maiores honras da minha carreira. Warren e eu éramos melhores amigos muito antes de eu entrar e continuaremos sendo depois. Aguardo com expectativa a nossa parceria contínua como co-administradores da Fundação Bill & Melinda Gates e co-fundadores do The Giving Pledge.”

Quanto as criptomoedas, Gates já oscilou um pouco, às vezes elogiando o conceito de Bitcoin, mas depois insistindo em vender o que lhe era dado como presente de aniversário e que ele o shortaria se ele tivesse em outros períodos.

Ele rotineiramente adotou a linha do cético em cripto Buffett, já que os dois empresários consideram o BTC como um exemplo da teoria do mais tolo na prática.