O Grupo Bitcoin banco anunciou que está terminando seu contrato com o escritório de advocacia Ismair Junior Couto.

A rescisão de contrato não irá alterar a recuperação judicial do Grupo Bitcoin Banco (GBB), que está nas mãos de outro escritório.

O GBB era dono das corretoras BatExchange, Negocie Coins e TemBTC. No ano passado, devido a um suposto hack, as empresas pararam de pagar os clientes e travaram os saques.

Há grandes suspeitas por parte dos clientes que o GBB tenha operado um esquema de pirâmide, utilizando um esquema de “arbitragem infinita“, afetando mais de 6 mil clientes.

No final de 2019, o GBB entrou com um processo de recuperação judicial que ainda está em andamento.

Veja também: Saiba os prazos da recuperação judicial do Bitcoin Banco