Nesta quinta-feira (23), enquanto o Bitcoin (BTC) retrocede para US$ 48.000, algumas altcoins como NEAR e FTM saltam mais de dois dígitos em 24 horas segundo o CoinGoLive

Hoje o mercado aguarda a prévia da inflação de dezembro aqui no Brasil. Confira no Resumo de Mercado a expectativa de resultado negativo para o índice econômico. 

Bitcoin retrocede prévia da inflação
Ranking de criptomoedas – Fonte: CoinGoLive.com

Resistência em US$ 50.000

A resistência psicológica e técnica de US$ 50.000 se mostrou muito difícil para o Bitcoin superar novamente. Ontem, o preço do BTC estava caminhando em direção a este nível, mas não conseguiu continuar subindo. 

No momento em que este artigo foi escrito, o bitcoin estava sendo negociado a US$ 48.655 – R$ 274.814 nas principais corretoras brasileiras, com uma queda de 1,39% nas últimas 24 horas. 

Passfolio

É importante notar que a capitalização de mercado total não diminuiu muito. Caiu cerca de US$ 5 bilhões no dia anterior, o que significa que as altcoins estão compensando a diferença.

Em uma nova entrevista, o especialista PlanB destacou alguns sinais dizendo que o Bitcoin eventualmente cairá profundamente no território dos ursos.

Leia também: Winter is coming: O que é o inverno cripto e como se proteger   

“Em primeiro lugar, sou um dos poucos que realmente pensa que haverá um próximo mercado em baixa, um crash como vimos algumas vezes antes. Muitas pessoas agora estão dizendo que terminamos o ciclo de quatro anos e não teremos mais esse tipo de volatilidade e esse tipo de mercado em baixa.

Acho que teremos esses mercados baixistas. Você pode ver isso nos preços das opções. Seu preço é de 100% de volatilidade. Há alguns meses, quando a China abandonou a mineração [de Bitcoin], caímos 50% ou mais. Então, quase tivemos [um bear market]. Tivemos uma queda de 50% ali mesmo. Então isso me diz que 80% [de correção] quando algo realmente grande acontecer ainda não está fora de questão.” 

Prévia da inflação de dezembro

Hoje o Mercado aguarda a prévia da inflação. A expectativa é que o dado mostre o primeiro resultado negativo em três meses. 

Com o volume de negócios já bastante reduzido por conta da chegada das festas de fim de ano, o Ibovespa operou em baixa ontem. 

No exterior, por outro lado, os mercados tiveram o segundo dia de ganhos, em um ambiente de cautela mais moderada com os impactos da ômicron. O dólar (USDC) fechou em R$ 5,67, com 1,34% de queda em um dia.  

Aqui no Brasil, entre os fatores repercutidos pelos investidores, teve a aprovação do orçamento de 2022 no congresso nacional. O texto concede mais de dois bilhões de reais para reajuste de servidores do poder executivo e fixa o fundo eleitoral em quase cinco bilhões. 

Além disso, outro fator influente é a agenda de indicadores econômicos de hoje. O IBGE vai divulgar o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), chamado de prévia da inflação oficial, de dezembro. 

A expectativa das consultorias e instituições financeiras consultadas pelo Cointimes é que o indicador desacelere, puxado por aumentos mais baixos nos alimentos e nos combustíveis. Entretanto, o índice deve registrar um nível ainda alto.

A mediana das projeções aponta elevação de 0,81% no IPCA-15 em dezembro, após chegar a 1,17% em novembro, a maior taxa para o mês desde 2002. O intervalo das estimativas vai de 0,72% a 0,91%. Em 12 meses, a prévia da inflação deve ceder de 10,73% para 10,46%.

Nos EUA, será divulgado o índice de preços de gasto com consumo (PCE) de novembro, o indicador favorito do banco central do país, o Federal Reserve (Fed), além da confiança do consumidor e dos pedidos semanais de auxílio-desemprego.

Altcoins 

O resto do mercado é colorido em verde e vermelho, pois algumas altcoins registraram ganhos importantes, enquanto outros não conseguiram se manter firmes. Ethereum, por exemplo, não conseguiu ficar acima de US$ 4.000 e caiu 2,01% para $ 3.962 em 24 horas. 

Por outro lado, entretanto, o Protocolo NEAR surpreendeu e subiu 26,41% e pintou um novo recorde histórico de US$ 13,77. O token FTM da Fantom também subiu 10,56% e é negociado a cerca de US$ 1,78. 

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (-2,01%), Binance Coin (-1,19%), Solana (-3,82%), Ripple (+2,53%), Cardano (+1,20%), Terra (-10,57%), Polkadot (+2,08%), Avalanche (-3,68%), Dogecoin (+2,50%), Shiba Inu (+5,22%) e Polygon (-0,50%). 

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto aumentou para cerca de US$ 2,4 trilhões nesta quinta-feira.

Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes (acesse) e tenha um ótimo dia de negociações.

Passfolio