Nesta segunda-feira (29) o Bitcoin voltou a ser negociado acima de US$ 56.000, com 4,3% de alta em 24 horas, segundo o CoinGoLive. Confira no Resumo de Mercado de hoje o que esperar do mercado de criptomoedas nesta semana. 

Após o estresse agudo observado nos mercados globais devido à descoberta de uma nova variante do coronavírus, os investidores tanto do mercado cripto quanto do mercado tradicional devem acompanhar ainda mais de perto as sinalizações de dirigentes do Banco Central americano (FED) nesta semana.

Bitcoin ultrapassa os US$ 57 mil após estresse causado pela nova variante -
Ranking de Criptomoedas – Fonte: CoinGoLive.com

Bitcoin volta a subir depois de estresse

A queda de preço nos últimos sete dias em conjunto com os mercados europeus e os principais índices de ações de Wall Street, conforme publicado pelo Cointimes na semana passada, amedrontou o mercado

A queda dos mercados estava associada ao temor de que as restrições de voos da África, devido ao surgimento de uma nova cepa de Covid 19, se espalhassem da Europa para o resto dos países. 

Embora mantenha uma valorização de 86,7% em relação ao início de 2021, o bitcoin está em tendência de baixa desde que atingiu seu recorde de preço, em 10 de novembro. 

Neste momento, o líder das criptomoedas é negociado a US$ 57.206 – quase R$ 321.000 nas principais corretoras brasileiras. Sua capitalização de mercado, que estava perto de quebrar abaixo de US$ 1 trilhão ontem, agora é de quase US$ 1,1 trilhão.

O que esperar para a semana 

Durante o início do mês de novembro, os investimentos institucionais em produtos relacionados ao BTC permaneceram estáveis, apesar da correção do mercado. Na segunda semana deste mês, os produtos de investimento do mercado de criptomoedas atraíram um total de US$ 154 milhões durante a segunda semana de novembro de 2021.

Leia mais: Gestores de fundos preferem cada vez mais o bitcoin do que o ouro; veja quem são.

O recente relatório semanal de fluxo de fundos de ativos digitais publicado pela CoinShares mostra que os investidores não se incomodaram com a correção recente, e por isso espera-se que essa tendência continue.

Fluxo semanal do mercado de criptomoedas
Fluxo semanal dos ativos cripto – Fonte: CoinShares

Gráfico em destaque 

O gráfico que nós destacamos hoje é um gráfico incomum do preço do bitcoin desde o seu início, pois está em coordenadas circulares. O eixo horizontal mostra a escala logarítmica de sua capitalização, enquanto o bitcoin está mais próximo da periferia. 

Ele está atualmente tentando superar a resistência do círculo que representa a capitalização da prata. Cada volta completa da trajetória compreende 210.000 blocos minerados.

O próximo passo é o círculo dourado, um limite que o bitcoin pode superar se multiplicar seu preço por 10 e levar sua capitalização de mercado além de US$ 10 trilhões para superar o ouro.

Espiral S2F do Bitcoin
Espiral S2F do Bitcoin – Fonte: Root

O desafio final está no valor do setor imobiliário global, o círculo externo de US$ 100 trilhões. 

Estresse por conta da nova variante  

Após o estresse agudo observado nos mercados globais devido à descoberta de uma nova variante do coronavírus na África do Sul, os investidores devem acompanhar ainda mais de perto as sinalizações de dirigentes do Federal Reserve nesta semana.

Após a ata da última reunião de política monetária ter indicado que mais membros da instituição estão inclinados a acelerar a retirada de estímulos monetários, o presidente do Fed, Jerome Powell, pode frear o ritmo da redução de compras de ativos (“tapering”) diante das incertezas renovadas com a covid-19.

Powell foi responsável por uma emissão histórica de dinheiro no ano passado, o que contribuiu para os temores de um grande aumento da inflação no país.

estresse e impressão de dinheiro pelo FED
A emissão de dólares durante 2020 foi a maior da história dos Estados Unidos – Fonte: Federal Reserve.

Portanto, as declarações de membros do BC americano ganham relevância nesta semana. Na terça-feira, o presidente do Fed volta ao Congresso americano para ser sabatinado no Senado. Na quarta-feira, o Instituto para Gestão de Oferta (ISM) informa dados de atividade da indústria e, na sexta, do setor de serviços. Além disso, a próxima semana reserva o relatório de empregos (payroll) dos Estados Unidos, com dados referentes a novembro.

Se no cenário externo o mundo ainda busca avaliar qual será o tamanho do impacto econômico provocado pela nova variante – batizada de ômicron -, no Brasil, são esperados novos avanços no cenário local em relação à PEC dos Precatórios.

Para esclarecer o cenário de deterioração das expectativas macroeconômicas brasileiras, o IBGE anuncia, na quinta-feira, os números relativos ao Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre do país e a mediana das projeções coletadas pelo Valor é de estabilidade no PIB do terceiro trimestre em relação ao período entre abril e junho.

Altcoins 

As altcoins também caíram fortemente durante a retração do principal ativo. O Ethereum (ETH) tentou ultrapassar os US$ 4.100 durante o fim de semana, mas permaneceu abaixo desse valor na maior parte do tempo. 

Atualmente, entretanto, um aumento diário de 5,5% levou a segunda maior criptomoeda bem acima de US$ 4.300. Binance Coin está acima de US$ 600 após um aumento diário de 1,9%.

O resultado das principais altcoins nas últimas 24 horas é o seguinte: Ethereum (+5,51%), Binance Coin (+1,97%), Solana (+7,40%), Cardano (+3,96%), Ripple (+4,33%), Polkadot (5,50%), Dogecoin (+1,57%), Avalanche (+1,84%), Shiba Inu (+1,61%) e Terra (+5,56%). 

De acordo com o CoinGoLive, a capitalização de mercado de todos os ativos cripto aumentou para US$ 2,7 trilhões nesta segunda-feira.


Acompanhe as notícias do mercado cripto no grupo do Telegram do Cointimes (acesse) e tenha um ótimo dia de negociações.

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br