Bolsonaro eleito

Às 19h21 minutos de domingo (28), horário de Brasília, os brasileiros conheciam seu novo presidente. Jair Messias Bolsonaro foi eleito o 38º presidente do Brasil com 55,15% dos votos, uma diferença de mais de 10 milhões de votos em relação ao candidato do PT, Fernando Haddad.

Depois de muitos anos, o Brasil se move a favor de um governo assumidamente de direita, o que já vinha ocorrendo lentamente desde as eleições de 2014, que foi a mais acirrada da história. Bolsonaro ganhou em antigos redutos que vinham votando junto com o PT há décadas, como Minas Gerais e Rio de Janeiro, por exemplo.

O que todos se perguntam agora com Bolsonaro eleito é: o que vai acontecer com o Brasil? Caso Bolsonaro siga seu plano de governo, a tendência é um típico governo de direita conservador: mais liberal na economia e conservador na sociedade. 

Mercado

O agora presidente eleito liderou a corrida presidencial durante a maior parte do pleito, no entanto, a incerteza do segundo turno fez com que a BOVESPA e o dólar demorassem a reagir. O mercado escolheu Paulo Guedes, economista com vasto currículo e experiência, que fez fortuna no mercado financeiro.

O mercado já precificou sua vitória desde os resultados do primeiro turno (8 de outubro), com uma vitória expressiva acima do que previam as pesquisas. Com isso, a bolsa disparou e o dólar recuou a um patamar que já não via há muito.


Apesar da precificação, houve uma empolgação no mercado após sua eleição. O dólar chegou a ser negociado a R$3,58 e a BOVESPA chegou a bater 88 mil pontos, alcançando um nível histórico. O ETF da BOVESPA, negociado no Japão, chegou a valorizar 10% durante a noite. No entanto, os preços perderam força e voltaram a recuar durante o dia.

bolsonaro eleito
Fonte: Bloomberg

A lua de mel com o mercado não vai durar para sempre, no curto-prazo a Bolsa pode responder positivamente e os investimentos estrangeiros vão fluir para nossa Conta Capital. Entretanto, o sucesso dependerá da capacidade da equipe de Bolsonaro e sua força política em promover as reformas necessárias no congresso.

Existem otimistas que acreditam que a BOVESPA possa chegar aos 145 mil pontos, com o dólar a R$3,00. Mas qualquer tipo de afirmação sobre o futuro não passa de especulação.

Bolsonaro tem um temperamento imprevisível e qualquer deslize pode custar rapidamente tudo o que o mercado levou meses para precificar. Caso ele tenda ao autoritarismo, a pressão da sociedade e oposição será gigantesca, podendo custar seu cargo. 

Promessas da economia

Com uma agenda pró-mercado na economia, Bolsonaro promete uma maior liberalização da economia. O ex-capitão promete, em seu governo, reduzir a carga tributária para empreendedores, o que deverá ser feito através da desoneração de folha de pagamentos e redução dos impostos sobre lucros e dividendos.

Bolsonaro também promete flexibilização das leis trabalhistas, redução de impostos para quem recebe até 5 salários mínimos com uma alíquota única, zerar o défict da economia brasileira através da redução dos gastos do governo, promover a privatização ou extinção de estatais, as geradoras de energia como Eletrobrás estão fora dos planos.

Além disso diminuição de tarifas de importação para abrir o Brasil ao mercado externo, o que indica um país mais atuante no comércio global, buscando principalmente o comércio com os Estados Unidos, podendo até mesmo rever ou extinguir antigos tratados de comércio feitos durante o governo do PT.

A reforma da previdência também é outro promessa para o futuro. No entanto, ainda não existe uma definição clara de qual caminho será adotado para a reforma. Paulo Guedes estuda em um modelo de capitalização, mas ainda é muito cedo para qualquer posicionamento mais incisivo.

Para ficar de olho

Com a proposta de diminuir os gastos do governo, a tendência é um enfraquecimento dos títulos de renda fixa emitidos pelo governo. Os investidores devem ficar atentos a ações de estatais como ELETROBRÁS, CEMIG e PETROBRÁS.

A tendência é o dólar ficar mais barato no longo prazo, o que ajuda empresas como GOL, AZUL e EMBRAER. Forjas Taurus foi uma ação pump and dump das eleições, se subiu 400% em meses, caiu 48% em um dia. Os balanços da empresa não são positivos, não é recomendado investir na fabricante de armas. Você pode conferir com mais detalhes abaixo:

Ações da Taurus valorizam mais de 400%: euforia ou realidade?

Não deixe de conferir também o nosso relatório da BOVESPA, sobre o que aconteceu na semana passada:

Relatório semanal da BOVESPA – 26/10

Este tipo de conteúdo é relevante para você ou alguma pessoa que você conhece? Se for, siga e compartilhe a página do Cointimes e se mantenha sempre atualizado no mercado – FacebookTwitterInstagram.

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br