Passfolio

A paraibana Luana Pinheiro, além de ser a primeira mulher do UFC, será também a primeira atleta da América Latina a receber a cripto como salário. 

Essa novidade veio em parceria com a Bitwage, uma plataforma para trabalhadores e contratantes que oferece pagamento de serviços por meio de Bitcoin e outras criptomoedas. E, segundo um comunicado de imprensa publicado pela Bitcoin Magazine, Pinheiro será a primeira mulher do UFC a ser paga em Bitcoin.

Sobre a volatilidade do ativo, Pinheiro acredita que não será um problema, pois além de não ter pressa, sugere que “se o Bitcoin não fosse volátil, também não subiria.” Segundo ela, um brasileiro leva em média de 10 a 15 anos para conseguir uma faixa preta no Jiu Jitsu, “portanto minha preferência de tempo aqui é igualmente longa, se não mais longa.”

Desde dezembro do ano passado, Pinheiro está ranqueada como 15ª na divisão peso palha, e também será a primeira atleta latina-americana a receber seu salário em Bitcoin. A brasileira tem um recorde de 10-1-0, e está atualmente em uma série de oito partidas vencedoras. 

O namorado de Pinheiro, Matheus Nicolau, que está em 7º lugar na divisão peso mosca, também fez parceria com Bitwage em março passado. Ambos os lutadores, que fazem parte do time carioca Nova União, adotaram o padrão Bitcoin e notaram como isso transcende em seu bem-estar financeiro.

Nicolau, pensando na sua futura família, disse que a decisão de sua parceira em adotar o padrão Bitcoin o deixa muito feliz, “estou mais do que confiante de que os passos ousados e corajosos dados hoje serão uma grande vitória no futuro, para nós dois.” Acrescentando que o casal costuma fazer as coisas juntos, “unidos e em total sincronia, porque é assim que somos: nunca acima, nunca abaixo, sempre ao lado um do outro.”

Pinheiro observou também que não investir em Bitcoin era um risco que ela não estava disposta a correr. A experiência pessoal da paraibana também influenciou sua decisão de fazer uma parceria com a Bitwage, segundo ela, “não esqueça que eu sou do Brasil, então eu sei uma coisa ou outra sobre inflação e seus efeitos.”

Nascida em 1992, Pinheiro pontuou que seu motivo para aderir ao padrão Bitcoin foi que, “em meados de 1994, o real foi introduzido e indexado 1:1 ao dólar americano. Agora é 5 BRL por 1 USD.”  

Sobre a adoção e a volatilidade do Bitcoin, Nicolau comentou que “a oportunidade é uma deusa perversa que não perde tempo com os despreparados.”

Leia também:

A NovaDAX está cheia de novidades!

Uma das maiores corretoras de criptoativos do Brasil agora ZEROU as taxas para saque em real!

A NovaDAX também conta taxa zero para transações de Bitcoin e mais de 110 moedas listadas, com saque disponível na hora e alta liquidez. 

As criptomoedas com as melhores taxas do mercado! Basta ativar o programa gratuito Novawards e aproveitar taxas reduzidas em até 75%.

Conheça ainda o Cartão NovaDAX e peça já o seu.