A rixa histórica entre bancos e criptomoedas parece que está chegando ao fim, principalmente com o reconhecimento das principais instituições bancárias da importância do bitcoin.

Itaú, Banco do Brasil e diversos bancos ao redor do mundo contam fundos ou ETFs de criptomoedas. Mas dessa vez, o reconhecimento veio do maior banco de investimentos do mundo, o Morgan Stanley.

O maior banco de investimentos do mundo ao lado do Bitcoin?

James Gorman, CEO do Morgan Stanley, afirmou que respeita as criptomoedas e elogiou a tecnologia do blockchain:

“Não acho que as criptomoedas sejam uma moda passageira. Eu não acho que isso vá embora “, disse ele na teleconferência de resultados do terceiro trimestre do banco com analistas ontem (14) de manhã. “Não sei qual deve ou não ser o valor do Bitcoin. Mas isso não vai desaparecer, e a tecnologia blockchain que dá suporte a ele é obviamente muito real e poderosa.”

Por mais simples que seja, essa declaração já é algo absolutamente incrível vindo de um dos maiores banqueiros do mundo, algo impensável há 4 anos.

Isso o configura como contraponto a Jamie Dimon, que dirige o JPMorgan Chase & Co. “Pessoalmente, acho que o Bitcoin não vale nada”, disse Dimon esta semana na reunião anual de membros do Instituto de Finanças Internacionais. Ele acrescentou que, por outro lado, os clientes são “adultos” e que a empresa pode dar a eles o acesso “mais limpo e direto possível”.

Já a chefe do Citigroup Inc. Jane Fraser soltou uma nota semelhante esta semana: “Somos bastante cautelosos em relação à criptomoedas como um banco. Prosseguimos com grande cautela quanto à onde o valor está ou não”, disse ela. “Estou francamente muito mais animada com as tecnologias por trás das criptomoedas do que alguns dos próprios produtos.”

Em setembro, o Morgan Stanley disse que Sheena Shah vai liderar uma nova equipe de Research de criptoativos.

Na teleconferência de resultados, Gorman acrescentou que a empresa não está negociando criptomoedas diretamente para clientes de varejo, em vez disso, dá-lhes acesso para comprar cripto por meio de vários fundos.

Para nós, honestamente, não é apenas uma grande parte da demanda de negócios de nossos clientes. Isso pode evoluir, e nós vamos evoluir com isso ”, disse ele. “Estamos atentos a isso, somos respeitosos e vamos esperar para ver como os reguladores lidam com o assunto.”

No podcast “Bancos investindo em bitcoin e criptoativos?” comentamos os motivos para a mudança de comportamento dos bancos às criptomoedas, ouça agora e entenda essa estranha tendência:

Leia mais:

Compre Bitcoin na Coinext
Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br