A influente empresa de análise Chainalysis colocou a bolsa de futuros BitMEX na categoria de “alto risco”.

Em 5 de outubro, a Chainalysis contatou seus clientes – que incluem agências governamentais, bancos e bolsas de valores – para avisá-los de que considerará o BitMEX uma “bolsa de alto risco” de 13 de outubro em diante.

Aqueles que usam a ferramenta de monitoramento de transações da empresa, chamada KYT (“conheça suas transações”), agora verão as transferências da BitMEX ativarem alertas  no sistema.

A notícia chega depois que o Departamento de Justiça dos EUA e a Commodity Futures Trading Commission entraram com ações contra a BitMEX e seus proprietários-operadores, incluindo o presidente-executivo Arthur Hayes, em 1º de outubro.

Os fundadores da bolsa são acusados ​​de operar uma plataforma de negociação não registrada, bem como de violar as regras de combate à lavagem de dinheiro e políticas de “conheça seu cliente” (KYC).

“Qualquer transferência a partir de 1º de outubro deve ser considerada de alto risco. As equipes de conformidade também devem olhar para trás nas transferências mais antigas, mas como essa mudança pode acionar alertas em milhares de transferências mais antigas, é razoável fazer isso de forma incremental”, Chainalysis disse aos clientes em um e-mail compartilhado com o portal The Block.

Um porta-voz da Chainalysis esclareceu que seus clientes podem definir sua própria tolerância ao risco, mas que “como regra geral para protegê-los de risco de reputação e outros riscos associados, consideramos uma entidade de alto risco se acusações criminais forem movidas contra a entidade ou seus proprietários / operadores / liderança”.

Enquanto isso, o rótulo pode afetar a disposição das instituições regulamentadas de ter exposição ao BitMEX. David Mercer, presidente-executivo do LMAX Group, que opera uma bolsa de criptomoedas com sede em Londres, disse acreditar que a designação terá um “efeito indireto”. Ele acrescentou: “Não consigo ver nenhuma instituição significativa querendo continuar a negociar lá”.

Um corretor de derivativos, que falou sob condição de anonimato, descreveu o rótulo como uma “sentença de morte”.

De qualquer forma, uma fuga da problemática exchange parece estar acontecendo na esteira das acusações do governo dos EUA. Dados da Arcane Research mostraram que a quantidade de contratos em aberto no mercado de derivativos de bitcoin da BitMEX caiu 16% em 2 de outubro, um dia após as acusações da CFTC contra a empresa.

Um porta-voz da HDR Global Trading Limited, empresa controladora da BitMEX, disse que as acusações tiveram “mão pesada” e prometeu se defender contra as alegações do governo.

“Estamos cientes disso e estamos discutindo com a Chainalysis. Nesse ínterim, os negócios continuam como de costume para a plataforma BitMEX. Todos os fundos estão seguros e as retiradas estão sendo processadas normalmente”, disse um porta-voz da BitMEX.

Leia também: CTO da Bitmex sai da cadeia após pagar fiança milionária