Hold pode ser traduzido do inglês, ao pé da letra, como “segurar”. Ou seja, uma prática que consiste em manter os ativos a longo prazo, comprando-os e deixando-os parados em carteiras, aguardando valorização de meses ou até anos.

Então, vamos supor que você tenha comprado 01 bitcoin quando o custo de aquisição era de R$ 10.000,00. E, agora, tempos depois, ele vem subindo, subindo, prestes a ultrapassar a barreira dos R$ 35.000,00. O que fazer? Vou pagar um imposto alto? Não necessariamente!

Já tratamos aqui que o custo da moeda é o valor que você desembolsou ao adquiri-la, lembra? Então, fica aqui uma dica plenamente legal, que poderá economizar uns trocados na hora da mordida do leão, partindo-se da premissa de que a moeda vá estourar o teto de R$35.000,00(na maioria das exchanges logo ali na frente:

1. Venda essa bitcoin já!

2. Recompre o bitcoin imediatamente!

Qual o resultado prático disso? Ao vendê-lo neste momento, você estará efetivando uma alienação abaixo de R$ 35.000,00. E, portanto, isenta de imposto segundo o regulamento do IRPF. Não importa o tamanho do lucro.

Ao recomprar esse bitcoin em seguida, você aumentará o custo de aquisição dele para o valor atual da moeda. O que significa que, quando decidir se desfazer desse mesmo ativo, o seu lucro fiscal será muito menor, pois será a diferença entre o valor de alienação e o valor da recompra.

Entendeu a sacada? Você resguarda seu lucro real antes que ele seja tributável e diminui seu lucro fiscal, reduzindo, da mesma forma, o imposto a pagar.

Texto escrito por Ana Paula Rabello e publicado originalmente no portal Declarando Bitcoin.